PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
9 meses
Número de mortes por chuva em MG supera soma dos últimos quatro anos

Céu carregado na capital mineira em 12 de fevereiro - Telmo Ferreira - 12.fev.2020/Estadão Conteúdo
Céu carregado na capital mineira em 12 de fevereiro Imagem: Telmo Ferreira - 12.fev.2020/Estadão Conteúdo

Carlos Eduardo Cherem

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

13/02/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Estado contabiliza 71 mortes em decorrência das chuvas; 60 nos últimos 20 dias
  • Entre o final de 2015 e o início de 2019, Minas contabilizou 52 mortes
  • Período de chuvas vai de 1º de outubro a 31 de março

Faltando pouco mais de um mês para o fim do período de chuvas no Sudeste brasileiro, o número de mortes por causa da chuva já superou a soma de todas as registradas nos últimos quatro anos.

Desde 1º de outubro de 2019 até ontem, 71 pessoas morreram, segundo a Defesa Civil estadual. Somente nos últimos 20 dias, entre 24 de janeiro e ontem, foram 60 mortos. O período de chuvas vai até 31 de março.

No período de chuvas entre o final de 2015 e o começo de 2019, 52 pessoas morreram (confira na tabela). A Defesa Civil não possui dados anteriores a 2015.

As mortes foram causadas por motivos como afogamento, desabamento, desmoronamento ou soterramento.

Os temporais que caíram sobre Minas Gerais nos últimos meses mataram pessoas em 17 municípios do estado. Apenas na capital mineira, Belo Horizonte, foram registradas 13 mortes.

Em todo o estado, o número de pessoas afetadas já chega a 33.880, segundo o último levantamento da Defesa Civil.

Na capital mineira, há um novo alerta para possibilidade de chuvas fortes. Até a manhã de hoje, a previsão é que chova um volume entre 70 a 100 milímetros em Belo Horizonte. As tempestades deverão vir acompanhadas por raios e rajadas de vento com velocidade em torno de 50 km/h.

O governo estadual decretou situação de emergência em 196 municípios até o momento; Belo Horizonte está entre elas. Já outras três cidades estão em calamidade pública: Orizânia, Catas Altas e Ibirité.

Chuva em MG causa prejuízo no campo e deixa alimentos mais caros

Band Notí­cias

Cotidiano