PUBLICIDADE
Topo

Namorado é suspeito de decapitar jovem e levar cabeça para casa da mãe dela

Larissa Aurélia da Costa Silva tinha 17 anos - Arquivo pessoal
Larissa Aurélia da Costa Silva tinha 17 anos Imagem: Arquivo pessoal

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UOL, em Porto Alegre

22/02/2020 13h56

Uma adolescente de 17 anos foi morta a facadas e depois decapitada na madrugada de ontem em Rio Branco, capital do Acre. Segundo a Polícia Civil, o principal suspeito do crime é o companheiro da vítima, um ex-agente penitenciário que não teve a identificação revelada.

Após matar a jovem, o criminoso caminhou uma quadra com a cabeça da jovem e colocou na frente da casa da mãe dela.

A vítima é Larissa Aurélia da Costa Silva. A morte foi precedida de uma discussão, segundo as investigações. Os dois estavam juntos há dois anos.

A Polícia Civil não informou se havia alguma medida protetiva contra o suspeito ou se a adolescente já havia denunciado alguma agressão.

Segundo a corporação, o homem foi exonerado em 2013 por improbidade administrativa após ser flagrado entrando em um presídio com fermento biológico para a fabricação de uma bebida alcoólica conhecida como 'maria louca'.

Após o crime, buscas foram feitas e o homem acabou sendo localizado na noite de ontem na arquibancada de um campo de grama sintética, no bairro Tangará, com outras pessoas. Ele estava bebendo e sob efeito de entorpecentes, segundo a Polícia Civil.

A prisão foi feita por uma guarnição do Bope (Batalhão de Operações Especiais) que, após a localização, encaminhou o homem para a Delegacia Central de Flagrantes e foi levado para o sistema prisional.

O caso está sendo investigado pelo delegado Martin Hessel, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Cotidiano