PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Governador de PE prorroga fechamento do comércio e de escolas

Pessoas usando máscaras de proteção formam enorme fila em frente à agência da Caixa, em Recife, para tentar resgatar o auxílio emergencial - Bruno Campos/JC Imagem/Estadão Conteúdo
Pessoas usando máscaras de proteção formam enorme fila em frente à agência da Caixa, em Recife, para tentar resgatar o auxílio emergencial Imagem: Bruno Campos/JC Imagem/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

30/04/2020 13h56

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, prorrogou as medidas restritivas no estado. O decreto assinado hoje mantém a suspensão das atividades econômicas até o dia 15 de maio e das aulas nas escolas, universidades e demais estabelecimentos de ensino, públicos e privados até 30 de maio).

O decreto também proíbe acesso e prática de atividades nos parques, praias e calçadões até 15 de maio e estende a quarentena no arquipélago de Fernando de Noronha até 10 de maio.

Os serviços e atividades considerados essenciais permanecem funcionando, dentro dos limites previstos nos decretos. Entre eles estão supermercados, padarias, mercados, lojas de conveniência, feiras livres, lojas de defensivos e insumos agrícolas, farmácias e estabelecimentos de produtos médico-hospitalares, postos de gasolina, bancos e serviços financeiros, inclusive lotéricas, casas de ração animal e depósitos de gás, entre outros.

Está liberado ainda o funcionamento de lojas de material de informática, por meio de entrega em domicílio ou como ponto de coleta, e serviços de assistência técnica de eletrodomésticos e equipamentos de informática.

Pernambuco confirmou hoje 682 casos novos da covid-19, dos quais 326 se enquadram como graves e 356 são leves. O Estado totaliza 6.876 casos (4.371 graves e 2.505 leves) e 565 mortes.

Coronavírus