PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
6 meses

PF apura atuação de agentes em operação que resultou na morte de João Pedro

João Pedro brincava com os primos quando foi atingido - Reprodução/Twitter/@_danblaz
João Pedro brincava com os primos quando foi atingido Imagem: Reprodução/Twitter/@_danblaz

Do UOL, em São Paulo

21/05/2020 15h53

A Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro informou hoje que a Corregedoria instaurou uma sindicância para apurar a atuação dos policiais na operação que resultou na morte do adolescente João Pedro Matos, de 14 anos.

Os policiais que participaram da ação não foram suspensos e continuam trabalhando normalmente, informou a assessoria da PF.

A PF disse ainda que está acompanhando o inquérito da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) e que "prestará todas as informações e apoio necessário à elucidação dos fatos que resultaram na morte do adolescente".

João Pedro Matos recebeu um tiro de fuzil na barriga enquanto brincava com os primos na casa da família, no Complexo do Salgueiro, no Rio. Policiais removeram o corpo do garoto da cena do crime, porém não avisaram o paradeiro para a família.

O jovem só foi encontrado 17 horas depois, no Instituto Médico Legal (IML), já sem vida.

Segundo a família de João Pedro, os policiais levaram os celulares da vítima e dos outros jovens que estavam com ele no local. A família também nega a versão de que houve troca de tiros.

Cotidiano