PUBLICIDADE
Topo

Gabbardo: multa por falta de máscara não será aplicada com tanta frequência

João Gabbardo acredita que as multas não serão aplicadas tantas vezes - ROGÉRIO GALASSE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
João Gabbardo acredita que as multas não serão aplicadas tantas vezes Imagem: ROGÉRIO GALASSE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

29/06/2020 17h17

O coordenador executivo do Centro de Contingência da Covid-19 de São Paulo, João Gabbardo, falou hoje sobre a decisão do governo estadual de multar cidadãos que forem flagrados sem máscaras em espaços públicos. Gabbardo acredita que as multas não serão aplicadas tantas vezes.

"A multa não deverá ser acionada com tanta frequência, porque as pessoas já entenderam a necessidade de usar a máscara", afirmou em entrevista à GloboNews.

O coordenador executivo ainda lembrou que o uso da máscara já era obrigatório em São Paulo.

"O uso da máscara já era obrigatório, mas ainda não havia multa. Mais importante que o aspecto da multa, são as pessoas entenderem que, mais que obrigação, é segurança para elas", disse.

"A máscara tem um fundamento muito importante, comprovação de que a transmissão cai enormemente, e pesquisas mostram que, em São Paulo, o uso da máscara é de até 97%", finalizou.

Coronavírus