PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Câmara de Santos tem 42% dos funcionários com covid-19 e é interditada

Prédio da Câmara Municipal de Santos, no litoral de São Paulo; 42% dos colaboradores e servidores testaram positivo para a covid-19 levando o local a ser fechado - Divulgação Câmara Municipal de Santos
Prédio da Câmara Municipal de Santos, no litoral de São Paulo; 42% dos colaboradores e servidores testaram positivo para a covid-19 levando o local a ser fechado Imagem: Divulgação Câmara Municipal de Santos

Do UOL, em São Paulo

05/08/2020 10h25

A Câmara Municipal de Santos, no litoral de São Paulo, será interditada por sete dias depois que 42% dos funcionários, incluindo vereadores, testaram positivo para o novo coronavírus.

Ontem, 329 testes rápidos foram aplicados em servidores e prestadores de serviços, de forma voluntária. Destes, 189 testaram negativo para a doença, enquanto outros 140 testaram positivo, sendo três deles vereadores. Sobre o grupo diagnosticado com a doença, a Câmara informou que estão "todos em boas condições de saúde".

"A Câmara Municipal de Santos informa que, em razão do elevado número de testes rápidos confirmados para o novo coronavírus, entre seus servidores e colaboradores, atendendo a recomendação da Vigilância Sanitária, todas as suas atividades serão suspensas por sete dias, retornando na próxima quarta-feira (12)", diz a nota divulgada no site do órgão.

Desde março, a Câmara Municipal decretou home office aos seus funcionários acima de 60 anos e com comorbidades. Os funcionários diagnosticados com covid-19 ficarão em licença de trabalho, conforme definido em seus atestados de afastamento e em acordo aos protocolos vigentes.

Segundo informações da Prefeitura de Santos, até ontem a cidade tinha 15.267 casos da doença confirmados na cidade e 485 mortes. A taxa de ocupação geral dos 784 leitos disponíveis nos hospitais públicos e privados está em 33%. Já o número de recuperados da doença é de 9.044.

Coronavírus