PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses
Mãe que perdeu guarda da filha que fazia iniciação no candomblé: 'Só choro'

A mãe disse não acreditar que o juiz soubesse que o motivo da denúncia de maus-tratos fosse uma questão religiosa - Fernando Podolski/Getty Images
A mãe disse não acreditar que o juiz soubesse que o motivo da denúncia de maus-tratos fosse uma questão religiosa Imagem: Fernando Podolski/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

08/08/2020 14h18

A mãe que perdeu a guarda da filha após uma denúncia de maus-tratos porque a menina estava fazendo seu rito de iniciação do candomblé em Araçatuba (SP) afirmou que já contratou um advogado para reaver a guarda da adolescente.

"Estou tentando de todas as formas trazer ela para casa", disse a mulher em uma entrevista à TV Tem.

A mãe, cuja identidade está sendo preservada, disse ainda: "Não consigo mais dormir. Só choro esperando ela voltar para casa".

Ela explicou que não acredita que o juiz soubesse que o motivo da denúncia de maus-tratos fosse uma questão religiosa.

Segundo a mãe, a jovem passou por exame de corpo de delito que não constatou agressão. A adolescente estava com a cabeça raspada, o que faz parte do processo religioso, e teria consentido com o corte dos cabelos.

Atualmente, a guarda provisória da garota está com a avó materna que é evangélica.

Cotidiano