PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Polícia do RJ prende dupla e apreende canhão usado na Guerra do Paraguai

Quadrilha é especializada em furtos de materiais, especialmente de bronze; outras duas pessoas conseguiram fugir - Polícia Civil do RJ/Divulgação
Quadrilha é especializada em furtos de materiais, especialmente de bronze; outras duas pessoas conseguiram fugir Imagem: Polícia Civil do RJ/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

25/09/2020 17h26

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, na madrugada de ontem, integrantes de uma quadrilha que roubava estátuas e outros materiais, especialmente de bronze, em praças.

Policiais da 6ª DP, na Cidade Nova, zona central do Rio, chegaram à Praça Onze no momento em que quatro homens tentavam realizar um furto. Diante da presença dos agentes de segurança, houve troca de tiros.

Dois homens foram capturados, enquanto outros dois conseguiram fugir em direção ao Morro da Providência. O bando usava uma Kombi para transportar o material subtraído.

Entre os itens recuperados pela Polícia, destaca-se um canhão usado na Guerra do Paraguai (1864-1870), considerado patrimônio do Iphan (Instituto do Patrimònio Histórico e Artístico Nacional).

Além disso, foram encontrados com os criminosos a cabeça de uma estátua de Rosaria Trotta (mãe do ex-militar e político Frederico Trotta), uma estátua de criança e uma placa de bronze.

Cotidiano