PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias
Nordestino parece que ganhou na Mega-Sena quando vê água, diz Bolsonaro

Eduardo Militão

Do UOL, em Brasília

01/10/2020 12h57

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje ser possível ver "no semblante do nordestino [que], quando chega a água, parece que ele ganhou na Mega Sena". A declaração foi feita em São José do Egito (PE), de 34 mil habitantes, onde ele inaugurava uma fase de uma adutora para captação de água.

"A gente vê no semblante do nordestino [que], quando chega a água, parece que ele ganhou na Mega Sena", afirmou Bolsonaro. "E é verdade. Ganhou, sim", completou. Ele afirmou que a "a questão da água" é "vital" para seu governo.

Na mesma cerimônia, o presidente pediu que a população votasse em candidatos comprometidos com um lema do integralismo: Deus, pátria e família.

A inauguração se referia a uma das fases do sistema adutor do Pajeú, que tem orçamento total de R$ 1,6 bilhão, segundo o senador Fernando Bezerra (MDB-PE). Ele a classificou como "a maior obra hídrica em construção" de Pernambuco. "Estamos aqui concluindo uma obra que foi iniciada em governos anteriores", completou o ministro do Desenvolvimento Regional, o ex-deputado Rogério Marinho (PSDB-RN).

Segundo o senador, a gestão de Bolsonaro está investindo R$ 800 milhões no empreendimento. Na região de São José do Egito (PE), de acordo com os cálculos dele, 2 mil pessoas seriam beneficiadas com água. A cidade tem 34 mil habitantes e fica a 360 quilômetros a oeste da capital de Pernambuco, Recife.

Bolsonaro defende remédio sem eficácia comprovada

Mais cedo, Bolsonaro fez escala em Campina Grande (PB). Lá, ele desceu do avião e cumprimentou populares sem utilização de máscara, apesar de uma lei sancionada por ele mesmo em julho, que obriga o uso do equipamento de proteção durante a pandemia do novo coronavírus.

Na cerimônia em São José do Egito, Bolsonaro cantou o hino nacional usando uma boina das Forças Armadas sem máscara. Depois, o presidente colocou o adorno em uma criança que estava ao seu lado, protegida por uma máscara azul.

Durante seu discurso, ele voltou a defender um medicamento sem comprovação científica para combater a covid-19, a hidroxicloroquina. "Não sou médico, mas sou ousado", justificou, dizendo que os que se queixam do remédio deveriam o "engolir".

O presidente voltou a defender que o comércio não deveria ter sido fechado para diminuir a infecção pela doença. A covid-19 matou 1 milhão de pessoas no mundo, sendo mais de 140 mil no Brasil. O político não comentou sobre as mortes.

Na ocasião, o presidente homenageou um militar reformado chamado José Dantas, chamando-o de "herói". E lembrou de um namoro que teve com uma garota de Machado (PE) nos anos 1970.

Cotidiano