PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

MS: Homem amarra criança de dois anos com coleira de cachorro e vai preso

Mãe da criança denunciou o caso aos policiais e disse que foi ameaçada de morte com facão - TV Morena/Reprodução
Mãe da criança denunciou o caso aos policiais e disse que foi ameaçada de morte com facão Imagem: TV Morena/Reprodução

Aline Oliveira

Colaboração para o UOL, em Campo Grande (MS)

21/10/2020 18h44

Em Chapadão do Sul (MS), município localizado a 321 km de Campo Grande, as autoridades registraram um caso de violência doméstica contra uma mulher de 19 anos e o filho dela, com dois anos. Um homem de 37 anos, chamado de tio "de consideração" pela jovem, prendeu a criança em uma coleira que ficou presa por uma corda no quintal da casa da mãe da vítima.

Não satisfeito, o agressor gravou um vídeo no aparelho celular e enviou para a mãe da criança dizendo que esse era o jeito de tratar com "criança arteira". No mesmo dia, os dois tiveram uma discussão; o homem, alterado, agrediu a vítima verbalmente. Em seguida, pegou um facão e a ameaçou.

Quando a jovem acionou a Polícia Militar, o home fugiu da residência. A mãe da criança foi até a delegacia de Polícia Civil em Chapadão do Sul e formalizou a denúncia de ameaça. Na ocasião, apresentou ao delegado responsável pelo caso, Felipe Potter, o vídeo no qual o agressor mostrava a criança presa na coleira.

O delegado explicou que a equipe voltou na residência da vítima e flagrou o autor retornando ao local, momento em que realizaram prisão em flagrante. "Ele responderá por crime de ameaça, injúria e maus tratos contra criança, e será encaminhado para audiência na Justiça para definirem se responderá ao inquérito preso ou em liberdade", detalhou.

Sobre o caso

A jovem relatou ainda que ela e a mãe já foram agredidas anteriormente pelo homem, e por isso devem ir embora da cidade. "Na briga, ele começou a xingar minha mãe, e eu pedi que parasse com as ofensas, o que o deixou bastante irritado. Em seguida, atirou vários objetos na minha direção e pegou um facão dizendo que ia me matar", desabafou a vítima, que pediu medida protetiva.

No primeiro contato com os policiais, o homem — que não teve o nome divulgado — explicou que o vídeo foi uma "brincadeira", a fim de tentar se justificar sobre a questão de maus tratos. No entanto, no vídeo é possível ouvir o agressor afirmando que "esse é o jeito de cuidar de moleque arteiro".

Cotidiano