PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Esse conteúdo é antigo

Vídeo mostra menina quase sendo atingida por árvore em São Gonçalo, no RJ

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

17/11/2020 07h45Atualizada em 17/11/2020 21h56

A frente fria que se aproxima do Rio de Janeiro e deixa o tempo instável ocasionou ontem diversas ocorrências em pontos diferentes do estado. Foram registrados raios, ventos fortes, pancadas de chuva e arco-íris. Um vídeo que circula na internet mostra o momento que uma árvore quase atinge uma menina em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio.

Nas imagens é possível ver a menina, chamada Julia, correndo e olhando para cima. Posteriormente, uma árvore cai no local. Segundo a Defesa Civil, ninguém ficou ferido.

"Ela veio na farmácia. Quando ela foi passar, uma senhora disse para ela não passar porque uma árvore estava quebrando. Quando ela volta e vira aqui, é a hora que cai", disse Jacqueline, mãe de Julia, à TV Globo.

raio - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Julia, que quase foi atingida por um raio, com a mãe, Jacqueline
Imagem: Reprodução/TV Globo

A menina comentou o susto: "Estávamos eu e ela [uma senhora] indo para o mesmo lugar. Quando a gente virou aqui, o vento até levou ela para trás. Aí um galho caiu no meio da rua, em cima de um carro até. Eu fiquei esperando, porque meu pai e meu irmão estavam vindo também. Foi a hora que eu olhei e a árvore estava caindo. Olhei para trás só vi o fogo e faísca", disse a menina, também em entrevista à emissora.

Um dos responsáveis pela Defesa Civil de São Gonçalo, Antônio Carlos Haag, esclareceu que a diretoria da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do local informou ao órgão que um raio havia atingido a árvore que caiu na região, como divulgado anteriormente.

No entanto, a Defesa Civil acredita que os ventos fortes tenham ocasionado o acidente, apesar dos relatos de quem mora na região.

"Eles [moradores] podem ter associado um raio próximo à derrubada da árvore que tombou. Essa árvore interditou a rua e ainda atingiu um imóvel. Esse imóvel não teve a parte estrutural afetada, mas o terraço precisará ser reconstruído".

E o vento levou...

Na Baixada Fluminense, outra imagem também repercutiu na internet. Uma barraca, estilo tenda, voou pelo céu devido aos ventos fortes que atingiram a região (veja no vídeo acima). Houve chuva forte que ocasionou alagamentos.

Em Volta Redonda, município do Médio Paraíba, a ventania destelhou uma casa. Já na capital, houve pancada de chuva rápida em alguns pontos da cidade com abertura de sol e formação de arco-íris, posteriormente.

Ontem, o Rio entrou em estágio de mobilização às 16h15 devido a previsão de chuva moderada a forte. Foram registrados ventos de 63 km/h no aeródromo do Aeroporto Internacional Tom Jobim. A cidade voltou ao estágio de normalidade às 17h50.

De acordo com a previsão, o tempo vai continuar instável até quinta-feira (19) com possibilidade de chuva.

Hoje, há previsão de chuva moderada a forte e a capital já retornou ao estágio de mobilização. Houve registro de vento moderado (44,3 km/h) na estação Forte de Copacabana, na zona sul do Rio, segundo dados do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia).

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado na primeira versão do texto, a Defesa Civil acredita que a queda da árvore se deu pelos ventos fortes que atingiram o Rio de Janeiro, e não por um raio. A informação foi corrigida.

Cotidiano