PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

MP denuncia mulher que fez ataques preconceituosos em uma padaria

Colaboração para o UOL

01/12/2020 15h00

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) denunciou à Justiça a mulher que foi flagrada fazendo ataques preconceituosos em uma padaria, do dia 20 de novembro. Lidiane Brandão Biezok, de 45 anos, foi acusada por injúria racial, lesão corporal e homofobia.

O MP informou que a denúncia foi feita pela promotora Martha de Camargo Duarte Dias. Agora a Justiça vai decidir se aceita ou não a acusação.

Lidiane apareceu em diversos vídeos que viralizaram nas redes sociais. No começo ela reclama da comida e trata mal os funcionários da padaria, inclusive com ofensas homofóbicas. Na sequência ela passa a discutir com 2 clientes e até agride um deles fisicamente, além de fazer novas ofensas preconceituosas.

Lidiane foi presa em flagrante, mas teve a prisão domiciliar concedida pela Justiça, por ter "problemas psiquiátricos", segundo informou a assessoria Tribunal de Justiça.

Cotidiano