PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

SP: Policial militar morre afogado ao tentar salvar 4 crianças no litoral

O cabo da Polícia Militar Diogo Gomes de Melo, de 31 anos - Reprodução/Facebook
O cabo da Polícia Militar Diogo Gomes de Melo, de 31 anos Imagem: Reprodução/Facebook

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto (SP)

30/12/2020 10h33

O cabo da Polícia Militar Diogo Gomes de Melo, de 31 anos, morreu afogado ao tentar salvar quatro crianças que se afogavam no mar de Itanhaém, litoral de São Paulo, na tarde de ontem. O PM estava de folga quando o acidente aconteceu.

De acordo com o Grupamento de Bombeiros Marítimo, que atendeu a ocorrência, por volta das 16h20, o policial aproveitava o dia de folga com a família na praia do Suarão quando entrou no mar para salvar o enteado, de 10 anos e três sobrinhos, todos de 12 anos, que haviam sido arrastados pelas ondas e estavam se afogando.

Ele conseguiu alcançar duas das crianças quando foi puxado pela força da água e não conseguiu retornar para a faixa de areia, desaparecendo no mar. Banhistas que estavam na praia conseguiram retirar as quatro crianças da água. Elas passam bem.

Buscas começaram a ser feitas para encontrar o policial. Cinco viaturas e 11 oficiais trabalharam nas buscas. Cerca de uma hora depois, o corpo de Diogo foi encontrado no mar.

Ele chegou a ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Itanhaém, mas já chegou ao hospital sem vida.

De acordo com o departamento de comunicação da Polícia Militar do Estado de São Paulo, cabo Melo, como era conhecido, estava na corporação havia 11 anos e meio. Ele integrava a 1ª Companhia do 13º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, na região central de São Paulo, e estava na Baixada Santista trabalhando no reforço da "Operação Verão".

A Polícia Militar lamentou a morte do policial e informou que, como estava de folga, o policial não estava armado nem fardado.

Cotidiano