PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

'O mais procurado da BA': suspeito de participar de 200 homicídios é preso

 Robson de Jesus, 36, foi preso no município de Iguatu (CE) - Divulgação/Polícia Civil do Ceará
Robson de Jesus, 36, foi preso no município de Iguatu (CE) Imagem: Divulgação/Polícia Civil do Ceará

Daniel Silva

Colaboração para o UOL, em Fortaleza (CE)

13/01/2021 19h40

Com quatro mandados de prisão em aberto expedidos pela Justiça da Bahia, Robson de Jesus, 36, foi preso no município de Iguatu, a 300 km de Fortaleza, em uma casa de luxo na noite de terça-feira (12).

De acordo com a Polícia Civil do Ceará, ele é apontado como um dos responsáveis por 200 homicídios que teriam sido cometidos no estado da Bahia. Além de Robson, Rafaele Morgana da Silva de Jesus, companheira do suspeito, também foi presa.

Conforme a polícia, o casal estava no estado há três meses e tinha planos de abrir uma clínica de estética no município de Iguatu.

A ideia era que a empresa pudesse ser utilizada para a lavagem de dinheiro correspondente ao tráfico de drogas de uma organização criminosa da Bahia, na qual Robson é apontado como chefe. As investigações iniciaram no momento em que a dupla chegou ao Ceará.

"Descobrimos que ele teria alugado um imóvel de alto padrão em um bairro nobre de Iguatu. Nós cercamos a área. Ele saiu e se identificou como Ronaldo, apresentando um documento falso. Ele recebeu voz de prisão por uso de documento falso", detalha a operação o delegado Marcos Sandro, titular da Delegacia Regional de Iguatu, ao UOL.

O titular acrescentou também que Robson é o criminoso mais procurado da Bahia.

Na operação, foram apreendidos 47 relógios importados além de joias e aparelhos telefônicos considerados de última geração. A polícia apreendeu também um veículo comprado há 20 dias pelo casal. O pagamento foi feito à vista no valor de R$ 210 mil.

Robson foi transferido do município de Iguatu para outro local, não divulgado pela polícia. O sigilo se deve por motivos de segurança enquanto o acusado é transferido para a Bahia onde deve ser julgado pelos crimes em que é acusado.

Cotidiano