PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Polícia encontra corpo de jovem desaparecida na Penha

Bianca Lourenço, desaparecida desde o dia 3 de janeiro - Envio fotos da Bianca - redes sociais
Bianca Lourenço, desaparecida desde o dia 3 de janeiro Imagem: Envio fotos da Bianca - redes sociais

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

13/01/2021 01h38

A Polícia Militar localizou hoje a noite o corpo da jovem Bianca Lourenço, 24, que estava desaparecida desde o dia 3 de janeiro. Os agentes do 17º BPM (Ilha do Governador) encontraram o corpo mutilado e boiando na Baía de Guanabara, nas proximidades da Ilha do Fundão, na zona norte do Rio de Janeiro. Os agentes da Delegacia de Homicídios da (DH) estiveram no local por volta das 22h para fazer uma perícia.

Devido ao estado do corpo da vítima, os policiais conseguiram identificar a jovem pelas tatuagens nas pernas e tronco.

A família de Bianca acusa o ex-namorado, pela morte da menina. Segundo parentes, Dálton Vieira Santana, um dos chefes do tráfico de drogas da comunidade Kelsons, localizada no bairro da Penha, na mesma região, não aceitava o fim do relacionamento. A principal linha de investigação da Polícia Civil é de que Bianca Lourenço foi vítima de feminicídio.

Jovem fez postagem antes de sumir

De acordo com as investigações, Dalton soube que a jovem estava em um churrasco, foi até o local e a retirou à força. Depois disso, Bianca não foi mais vista. A família acredita que o traficante decidiu matar a vítima após ela ter postado fotos de biquíni na internet.


No mesmo dia em que desapareceu, Bianca publicou uma mensagem nas redes sociais dizendo:"Não existe nada melhor do que acordar em paz, estar em paz, viver em paz... Não me preocupo com mais nada. Obrigada, meu Deus".


Em um momento de desespero, o pai de Bianca contou ao UOL que chegou a subir a comunidade e pedir ao traficante que entregasse o corpo da filha. De acordo com a família, Bianca e Dálton mantiveram um relacionamento por mais de um ano. Os dois viviam juntos na favela Kelsons, mas Bianca havia saído de casa há dois meses para morar com o pai.

Cotidiano