PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
10 meses

MG: casal é preso por espancar e abandonar ex-amante do suspeito nua na rua

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Felipe Munhoz

Colaboração para o UOL, em Lençóis (BA)

05/02/2021 16h22

Um casal foi preso na quarta-feira (3) suspeito de espancar uma jovem de 26 anos, em Camanducaia (MG), a 454 km de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Civil, a dupla também teria cortado os cabelos e ferido o couro cabeludo da vítima com uma faca e a abandonado nua em uma rua da cidade.

O suspeito teria tido um caso extraconjugal com a vítima, que engravidou na época e briga na Justiça para que o homem faça o teste de paternidade da criança de 2 anos.

Segundo o investigador da Delegacia de Camanducaia, Victor Adan Suarez Solla, o crime aconteceu há cerca de duas semanas. A vítima chegou a ser hospitalizada, mas já recebeu alta médica e não corre risco de morte.

"[A prisão] não foi no mesmo dia do crime. Já havia cerca de duas semanas, salvo engano. Foi representada a prisão preventiva dos autores e, após concedida, realizamos as prisões", informou Solla, em entrevista ao UOL.

Ainda segundo a polícia, o marido de 33 anos e a esposa de 35 forçaram a vítima a entrar em um carro, levando-a para uma casa, onde ela foi espancada com socos e chutes. As identidades dos envolvidos não foram reveladas.

"[Eles] não marcaram encontro. Por ser cidade pequena [cerca de 20 mil habitantes], as pessoas acabam se encontrando com uma certa frequência. Eles se encontraram por acaso. E depois ela foi abandonada próximo à casa dos autores, lá no alto do cemitério", afirmou o investigador.

De acordo com as investigações, o suspeito manteve relação extraconjugal com a vítima, que solicitou o teste de paternidade após ficar grávida e o bebê nascer. Fato que o teria motivado a cometer o crime junto com a esposa.

"O relacionamento foi há cerca de dois anos. A criança tem essa idade. E corre [na Justiça] o processo de reconhecimento de paternidade", explicou Solla.

Após investigações realizadas pela Delegacia de Camanducaia, a polícia prendeu o casal na residência onde moram e, no local, também foram apreendidas facas que teriam sido usadas no crime. Os suspeitos foram encaminhados para o sistema prisional e estão à disposição da Justiça.

Cotidiano