PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

GO: Mãe morre ao descobrir que filho não resistiu à covid, diz amigo

Mãe e filho, Maria Eustáquia da Silva e Irapuã Francisco da Silva morreram em Goiás - Reprodução/Redes Sociais
Mãe e filho, Maria Eustáquia da Silva e Irapuã Francisco da Silva morreram em Goiás Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Pedro Paulo Couto

Colaboração para o UOL, em Goiânia (GO)

09/02/2021 21h30

A dona de casa Maria Eustáquia da Silva, de 69 anos, morreu na noite de ontem pouco tempo depois de saber que o filho, Irapuã Francisco da Silva, de 44, tinha morrido em decorrência de complicações da covid-19, informou um amigo da vítima ao UOL. O caso aconteceu na cidade de Ceres, em Goiás.

O conhecido da família, que não quis se identificar, relatou que a mulher teve uma parada cardiorrespiratória no momento em que foi avisada da morte do filho.

À reportagem, o Corpo de Bombeiros informou que uma equipe foi acionada para socorrer a idosa, que estava em parada cardiorrespiratória. Os procedimentos de reanimação foram realizados na aposentada e ela foi levada ao Hospital Pio X, onde a idosa morreu, segundo o amigo da família.

O UOL tentou contato com o hospital, mas não obteve retorno. O JA 2, da Rede Anhanguera (afiliada da Rede Globo), informou que Maria Eustáquia tinha passado por um cateterismo há dois anos.

Irapuã, que era motorista, começou a ter os primeiros sintomas da doença no início de janeiro, mas não procurou atendimento médico, informou o amigo.

Dias depois, com falta de ar, ele foi ao Hospital Municipal de Rialma, na cidade vizinha, onde foi diagnosticado com a covid-19. Os exames indicaram que 75% do pulmão estava comprometido, disse o amigo da família.

Ainda segundo ele, mesmo assim, o homem recusou a internação e deixou o local assinando um termo de responsabilidade.

Em casa, o motorista voltou a passar mal e buscou atendimento em Ceres, ontem à tarde, mas não resistiu. Os corpos de mãe e filho foram enterrados hoje no cemitério da cidade.

Ontem, uma nova cepa do coronavírus foi encontrada pelo Instituto Adolfo Lutz após analisar amostra de um morador de Ceres.

Cotidiano