PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Operação no RN prende mulher que levava as filhas para abusos sexuais

Vítimas do esquema tinham entre 11 e 13 anos - Getty Images/iStockphoto
Vítimas do esquema tinham entre 11 e 13 anos Imagem: Getty Images/iStockphoto

Ed Rodrigues

Colaboração para o UOL, no Recife

22/02/2021 17h14

Uma mulher foi presa suspeita de oferecer as próprias filhas a abusadores de crianças e adolescentes no Rio Grande do Norte. Ela está entre os investigados da Operação 227, do Ministério Público do estado.

Segundo o órgão, ela levava as filhas adolescentes para os encontros acompanhadas da irmã mais nova, que era obrigada a assistir os atos sexuais para que "aprendesse como fazer".

A suspeita, segundo o MP, faz parte de um esquema de exploração sexual infantojuvenil na cidade de São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal.

Na manhã de hoje, a Operação 227 prendeu duas pessoas, e apreendeu um adolescente, que encabeçavam o negócio que violentava crianças entre 11 e 13 anos. Entre as vítimas estão as filhas da suspeita.

Em nota, o Ministério Público explicou que a mãe levou as filhas menores para encontros que geralmente ocorriam em um motel.

Ao chegarem no local, as crianças eram obrigadas a ingerir bebidas alcoólicas e a se relacionar sexualmente com os abusadores. Tudo com o consentimento da mãe.

Ainda segundo o MP, a investigação chegou até o grupo após uma denúncia anônima. O órgão afirmou que o processo é sigiloso e que, como a investigação ainda está em curso, não é possível disponibilizar mais informações.

As prisões de hoje tiveram o apoio da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. O UOL procurou a corporação para obter detalhes da participação dos PMs na operação. No entanto, até a publicação desta matéria, não recebeu um posicionamento.

Cotidiano