PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
10 meses

Cassino clandestino em bairro nobre de SP é interditado pela Polícia

Autuados assinaram termos e se comprometeram a comparecer à Justiça futuramente - Divulgação/Polícia Civil
Autuados assinaram termos e se comprometeram a comparecer à Justiça futuramente Imagem: Divulgação/Polícia Civil

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/03/2021 15h43

A Polícia Civil interditou ontem um cassino clandestino em pleno funcionamento no Jardim Paulista, na zona oeste de São Paulo. Vinte e uma pessoas foram autuadas por infração de medida sanitária preventiva e jogos de azar.

No final de semana, outro cassino com 200 pessoas, no bairro da Vila Olímpia, foi interditado. Gabriel Barbosa, do Flamengo e o funkeiro MC Gui estavam presentes.

Equipes do 78º Distrito Policial se deslocaram nesta segunda-feira (15) até o cassino, localizado na Avenida Brasil, após registros de denúncias anônimas sobre o delito. Entre os autuados estavam o dono do negócio, oito seguranças e mais 12 apostadores. Além da jogatina, alimentos e bebidas também eram oferecidos.

De acordo com a SSP (Secretária de Segurança Pública) do Estado de São Paulo, todos os indivíduos se comprometeram a comparecer à Justiça por meio de um termo. Posteriormente, foram liberados. A ocorrência foi encaminhada ao Juizado Especial Criminal.

Polícia apreende 75 caça-níqueis em Santo Amaro

Policiais do 11º Distrito Policial apreenderam, também ontem, 75 máquinas caça-níqueis no bairro de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista. Uma mulher foi autuada.

O espaço funcionava como uma lan house de jogos de azar, onde as máquinas ilegais ficavam organizadas lado a lado, cada uma com uma cadeira de escritório para conforto do apostador.

A exemplo da casa do Jardim Paulista, a de Santo Amaro, localizada na rua Voluntário Delmiro Sampaio, também será alvo de investigação após denúncias anônimas.

De acordo com nota da SSP, apenas uma mulher, de 41 anos, foi autuada por jogos de azar. A polícia checou que 35 máquinas estavam desativadas e 45 estavam funcionando. A ocorrência também foi encaminhada para o Juizado Especial Criminal.

Máquina eram colocadas lado a lado e ainda eram acompanhadas por uma cadeira de escritório - Divulgação/Polícia Civil - Divulgação/Polícia Civil
Máquina eram colocadas lado a lado e ainda eram acompanhadas por uma cadeira de escritório
Imagem: Divulgação/Polícia Civil

Cotidiano