PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Polícia prende suspeito de matar namorado da filha; só crânio foi achado

A vítima desapareceu em 2019 e apenas o crânio foi encontrado - Reprodução/Policia Civil
A vítima desapareceu em 2019 e apenas o crânio foi encontrado Imagem: Reprodução/Policia Civil

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/05/2021 11h26

A Polícia Civil do Tocantins prendeu hoje o suspeito de matar um homem que desapareceu em março de 2019. O crime aconteceu em Santa Luzia, em um projeto de assentamento localizado na zona rural de Araguatins e apenas o crânio da vítima foi localizado.

O suspeito de 58 anos foi preso temporariamente pela prática de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. A prisão foi efetuada por agentes da 10ª e da 11ª Delegacias de Polícias de Araguatins, Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) e Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Thiago Bustorff, o homem é o principal suspeito do crime. Na época, a polícia estava em busca do desaparecido por quatro meses. A procura encerrou quando os policiais encontraram um crânio humano completamente esqueletizado e comprovaram, por meio de exames, que o corpo era realmente da vítima desaparecida.

As investigações apontaram que a filha do suspeito mantinha um relacionamento amoroso com a vítima e que o pai teria sentido ciúmes do casal. Essa teria sido a principal tese da polícia para compreender a motivação do crime.

Cotidiano