PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

'Falta articulação entre as forças', diz especialista sobre buscas a Lázaro

Colaboração para o UOL

18/06/2021 13h24

O professor da FGV (Fundação Getulio Vargas) e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Rafael Alcadipani, analisou hoje, no UOL News, as dificuldades da polícia em apreender Lázaro Barbosa. Segundo ele, falta uma articulação entre as forças de segurança.

"Falta uma completa articulação entre as forças de segurança que estão aí colocadas. Se não tiver uma unidade de comando e uma coordenação das forças, se não houver compartilhamento de informações, a gente fica numa bateção de cabeça sem fim e o criminoso consegue fugir".

Segundo Alcadipani, essa situação é comum no Brasil. "Me parece uma crônica da segurança pública brasileira onde tudo vai sendo colocado sem articulação e sem comando único. Uma das grandes dificuldades no Brasil é fazer com que as polícias conversem e trabalhem na mesma direção".

Lázaro é suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família no Distrito Federal na quarta-feira (9) passada. Ele também teria atacado idosos com golpes de machado em Goiás. Durante a fuga, ele ainda chegou a fazer outra família refém, mas a polícia chegou a tempo de evitar que eles fossem mortos.

Anteriormente, ele já havia sido condenado por homicídio, na Bahia, e outra por estupro e roubo com arma de fogo, em Brasília. Preso em outra oportunidade, ele fugiu.

Desde sábado, mais de 200 agentes do DF e de Goiás participam de uma força-tarefa para capturá-lo. No nono dia de buscas, foi anunciado o reforço de agentes da Força Nacional de Segurança.

Cotidiano