PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
6 meses

'Prometeu que ia pegar meu filho', diz avó de criança morta em Santo André

O carro do casal foi alvo de tiros; a filha de 4 anos morreu - Reprodução/Brasil Urgente
O carro do casal foi alvo de tiros; a filha de 4 anos morreu Imagem: Reprodução/Brasil Urgente

Do UOL, em São Paulo

12/07/2021 21h17

A avó da criança de 4 anos que foi morta durante uma briga entre vizinhos em Santo André (SP), na noite de ontem (11), afirmou que o filho já havia sido ameaçado anteriormente pelo homem que é suspeito dos disparos, Bruno Freitas, conhecido como Brunão.

Segundo o SP1, a família da menina deixou o bairro por conta das brigas. À TV, a avó da criança afirmou que as ameaças eram frequentes. "O Bruno sempre prometeu que ia pegar o meu filho", disse. "É uma dor muito grande. Não consigo assimilar."

Em entrevista ao Brasil Urgente, o pai da criança disse que a briga com o suspeito iniciou em 2018, quando eles moravam no mesmo bairro.

"Ele jogou meu carro na rua e nosso desentendimento começou aí, quando ele pegou o meu carro e jogou no meio da rua. Mas eu particularmente nunca fui atrás dele", afirmou.

Os dois já haviam se desentendido ainda naquela época e, para se defender, ele acabou dando uma facada no vizinho durante uma discussão.

"Ele tentou matar a minha esposa e se não tivesse intervindo, eu já teria enterrado a minha filha e ela", disse.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o pai da menina chegava em casa de carro, com quatro crianças, no bairro Jardim Ana Maria, quando foi surpreendido por um vizinho que atirou contra eles. As outras três crianças não ficaram feridas.

A mãe da criança, ao ouvir os tiros, entrou em luta corporal com o suspeito, que conseguiu fugir. A menina ainda foi levada pelo pai ao hospital, mas não resistiu ao ferimento. O pai teve os projéteis retirados do braço, foi medicado e liberado.

A Polícia está em busca do paradeiro de Bruno Freitas.

Cotidiano