PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Belo Horizonte volta a ter feiras, exposições e congressos; veja o que muda

Expositores da Feira de Artesanato da avenida Bernardo Monteiro, em Belo Horizonte (MG) - Stênio Lima / PBH
Expositores da Feira de Artesanato da avenida Bernardo Monteiro, em Belo Horizonte (MG) Imagem: Stênio Lima / PBH

Do UOL, em São Paulo

01/08/2021 09h58

Depois de liberar mais público em eventos e ampliar o funcionamento de bares até 23h, a Prefeitura de Belo Horizonte anunciou novas flexibilizações para a capital. A partir de amanhã, feiras, exposições, congressos, seminários e eventos corporativos estão liberados de novo na cidade.

Em portaria publicada no Diário Oficial do Município na quinta-feira (29), foram definidas as exigências para o retorno.

A capacidade máxima desses eventos, incluindo expositores e funcionários, deve ser de uma pessoa a cada 7m², limitada a 800 pessoas — o limite aumentou em 200 pessoas, já que em portaria de outubro de 2020 era de 600. Em eventos com público superior a esse número, o licenciamento deve ser solicitado por e-mail.

Parte dos protocolos anunciados inicialmente para o retorno, porém, sofreram mudanças. Inicialmente, seria exigido do público participante e de funcionários a apresentação de resultado negativo para a covid-19 em teste dos tipos RT-PCR ou Teste Rápido de Antígeno realizado até 72 horas antes do evento.

Ontem, essa medida foi extinta. Em nova portaria publicada no Diário Oficial do Município, a exigência de testes anti-Covid foi retirada dos protocolos.

Durante a pandemia, esse tipo de atividade na cidade já tinha sido autorizada em novembro do ano passado e em janeiro deste ano. Elas foram interrompidas buscando reduzir aglomerações e evitar contágio no momento em que a transmissão do novo coronavírus aumentava na capital.

Cotidiano