PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Pai é suspeito de matar a filha a tiros em velório; alvo seria o genro

A técnica em enfermagem Maria Naiara dos Santos Sousa foi morta durante o velório do avô - Reproduçã/Facebook
A técnica em enfermagem Maria Naiara dos Santos Sousa foi morta durante o velório do avô Imagem: Reproduçã/Facebook

Ed Rodrigues

Colaboração para o UOL

04/09/2021 13h13

A técnica em enfermagem Maria Naiara dos Santos Sousa, de 27 anos, velava seu avô materno quando foi morta a tiros, na cidade de Itapipoca (CE), a 117 km de Fortaleza. O crime ocorreu ontem e o principal suspeito é o pai da vítima.

Segundo a polícia, a ação foi motivada por um desentendimento entre o suspeito e o companheiro da filha, que seria o alvo dos disparos.

Francisco José de Sousa, 52, foi preso em flagrante no mesmo dia. O genro, 43, que não teve a identidade divulgada, chegou a ser baleado no ombro, mas sobreviveu.

Amigos da família contaram que pai, filha e genro moravam em Fortaleza, mas haviam se deslocado até a cidade do interior cearense para se despedir do avô de Maria Naiara.

Ainda segundo testemunhas, o atirador e o genro não tinham um bom relacionamento. A razão pela qual os dois não se entendiam, no entanto, não foi explicada.

"Ele (o atirador) passou o dia bebendo. Estavam todos juntos. A moça, ele, o genro e uns familiares. Não sabemos qual foi o motivo da discussão, mas os dois começaram uma arenga. Francisco sacou a arma e partiu para cima do genro. Foi tudo muito rápidos. A filha se colocou entre os dois e foi atingida", contou o estoquista Gino Ferreira, vizinho do local onde houve a desavença.

"Depois dos tiros, o pessoal o segurou e tomou a arma. Mas ele ainda fugiu. A polícia só o encontrou mais tarde", disse.

Segundo a Secretária de Segurança Pública do Ceará, Francisco José foi encontrado por policiais militares no distrito de Arapari. O suspeito foi preso enquanto dormia em um comércio local.

Ainda de acordo com o órgão, após o crime, a arma calibre 38 retirada por outros familiares foi entregue aos policiais militares.

O suspeito, acrescentou a secretaria, foi encaminhado à Delegacia Regional de Itapipoca, onde foi autuado por feminicídio e tentativa de homicídio. Um inquérito policial foi aberto para subsidiar as investigações.

O UOL tenta contato contato com a família de Maria Naiara para ter detalhes de seu sepultamento e do estado de saúde de seu companheiro, mas não obteve resposta.

Cotidiano