PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

RJ: Polícia prende homem suspeito de fingir ser promotor de Justiça

Homem que se passava por promotor foi autuado por crime de estelionato - Getty Images
Homem que se passava por promotor foi autuado por crime de estelionato Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

12/09/2021 09h35

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na última sexta-feira (10), em São Gonçalo (RJ), um homem suspeito de se passar por promotor de Justiça. Segundo a polícia, ele aplicava golpes ao enganar as vítimas com falsas promessas para resolver pendências judiciais.

O homem, que não teve o nome revelado, foi preso no bairro de Alcântara ao ir a um estabelecimento comercial para pedir mais dinheiro a um cliente com a justificativa de que pagaria os custos do processo.

Em nota, a Polícia Civil diz que "o homem induzia as pessoas a confiarem nele e afirmava que elas ganhariam as ações judiciais que ajuizassem. Para resolver tais pendências, ele solicitava, além dos honorários pelo seu trabalho, o pagamento dos custos do processo". Uma das vítimas teve um prejuízo de R$ 3.000.

O suspeito foi autuado por crime de estelionato. Ao ser abordado pelos policiais, ele disse que era promotor de Justiça, mas logo mudou de versão, afirmando ser advogado prestando serviços.

Segundo a Polícia, o homem portava uma carteira da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), uma carteira funcional falsa do Ministério Público e uma arma de fogo de mentira.

De acordo com informações da TV Globo, a denúncia partiu do ex-policial militar Douglas Roberto Vital Machado, que procurou os serviços do suposto promotor para tentar retornar à corporação. Ele foi expulso da polícia após acusação de envolvimento na morte do pedreiro Amarildo, na Rocinha, na zona sul do Rio.

Cotidiano