PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Piratas dos rios: Polícia desativa base com R$ 250 mil em equipamento no AM

Base fluvial utilizada pelos "piratas dos rios" foi desativada pela operação Hórus - Reprodução/ SSP-AM
Base fluvial utilizada pelos "piratas dos rios" foi desativada pela operação Hórus Imagem: Reprodução/ SSP-AM

Do UOL, em São Paulo

15/09/2021 16h07Atualizada em 15/09/2021 18h18

Uma base utilizada por suspeitos de integrarem uma quadrilha de "piratas dos rios" foi desativada pela polícia, no Lago do Moura, entre os municípios de Coari e Maraã, no interior do Amazonas. Cerca de R$ 250 mil em equipamentos utilizados pelo grupo foram apreendidos, em operação que teve o resultado apresentado hoje, pela Polícia Militar do Amazonas.

Segundo comunicado da SSP-AM (Secretaria de Segurança Pública do Amazonas), os piratas atuavam na região da Ressaca do Carneiro. A base de operações foi desativada no domingo (12), após troca de tiros com suspeitos, em uma área de igapó (zona alagada da floresta amazônica mesmo durante a estiagem).

"Nenhum policial ficou ferido. Houve perseguição aos criminosos, mas eles não foram capturados. A ação se estendeu até a noite. Na ocasião, um flutuante que servia como base fluvial do bando foi encontrado e desativado", informa o comunicado.

foto 1 - Reprodução/ SSP-AM - Reprodução/ SSP-AM
Foram apreendidos mais de R$ 250 mil em equipamentos, incluindo lancha e bote de alumínio
Imagem: Reprodução/ SSP-AM

No total, foram apreendidos uma lancha equipada com motor de 325 HP, um bote de alumínio, dois motores de popa, dez recipientes de combustível, quatro coletes à prova de balas e 200 munições calibre 12. O material foi encaminhado para o 10º Distrito Integrado de Polícia de Coari. Não houve prisões.

A ação fez parte da operação Hórus, que visa desarticular grupos criminosos ligados ao tráfico de drogas. Os "piratas dos rios" são conhecidos suspeitos por saquear embarcações e também por dar apoio logístico a traficantes.

Cotidiano