PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Falsa médica se passa por dermatologista diante de policial e é presa no RJ

Ana Carolina Almeida Campos foi presa em flagrante pela polícia - Reprodução/Instagram
Ana Carolina Almeida Campos foi presa em flagrante pela polícia Imagem: Reprodução/Instagram

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

19/10/2021 10h11Atualizada em 19/10/2021 19h42

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu em flagrante a biomédica Ana Carolina Almeida Campos, durante uma consulta. Segundo as investigações da Delegacia de Defraudações, Ana Carolina se passava por uma dermatologista e médica ortomolecular.

A prisão de Ana Carolina aconteceu ontem, durante uma consulta agendada por uma policial civil. A consulta foi filmada pela Polícia Civil com câmeras escondidas, e ela foi presa ao usar carimbo de outro médico, o que é ilegal. A biomédica foi solta após pagar fiança, segundo sua advogada, e nega as acusações (leia mais abaixo).

"Após ser examinada e perceber que a biomédica carimbara a prescrição de exames de sangue com o carimbo de outro médico, a agente acionou a equipe de apoio que entrou no consultório e realizou a prisão em flagrante", explicou o delegado Alan Luxardo, responsável pelo caso.

consulta1 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Ana Carolina Almeida Campos foi presa em flagrante pela polícia
Imagem: Reprodução/Instagram

Ana Carolina vai responder pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso.

Biomédica atuava em função não permitida

Segundo Luxardo, a polícia já vinha investigando a atuação ilegal de Ana Carolina. "Nós tínhamos a informação de que essa biomédica estava há algum tempo exercendo atos de medicina, que não poderia. Começamos a monitorar e marcamos a consulta."

O delegado ainda explicou a diferença que a difere de um médico:

Ela fazia procedimentos invasivos, um biomédico não pode fazer esses procedimentos, não pode prescrever exames de sangue, há uma limitação na atividade o que não estava sendo feito. Ela já atendia há bastante tempo

ana - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Ana Carolina Almeida Campos foi presa em flagrante pela polícia
Imagem: Reprodução/Instagram

A biomedicina é uma área cujos profissionais, entre outras atribuições, são responsáveis por realizarem exames, ajudando a encontrar caminhos para diagnóstico e tratamento. A graduação é feita em cursos universitários específicos - portanto, não faz parte da grade de medicina.

Segundo o Conselho Regional de Biomedicina, "o profissional biomédico legalmente habilitado na área está apto a operar os equipamentos de serviços de imagem, gerenciar e coordenar serviços de diagnóstico por imagem". O profissional também pode realizar alguns procedimentos invasivos, mas de pequena proporção, de acordo com a entidade.

Carimbo: médico não sabia do uso, diz polícia

Segundo a polícia, o carimbo era usado sem conhecimento do médico.

"Ele não será preso, já que é uma vítima. Eles se conheciam, mas ela usava o carimbo dele sem ele saber", afirmou Luxardo.

consulta - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Ana Carolina Almeida Campos foi presa em flagrante pela polícia, usando carimbo de outro médico
Imagem: Reprodução/Instagram

Os atendimentos aconteciam em consultórios da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, e em bairros da Zona Norte do Rio.

A reportagem tentou contato através de um telefone e de um e-mail disponibilizados no perfil de Ana Carolina Almeida Campos, mas ainda não teve retorno. Após a divulgação da prisão, a conta foi desativada. Na rede social, a biomédica somava quase 13 mil seguidores.

Outro lado

Ao UOL, a advogada Danielle Mota disse que Ana Carolina era profissional habilitada para exercer o que fazia na clínica.

A informação de exercício ilegal de medicina é caluniosa e precisa ser corrigida e tomaremos as medidas judiciais cabíveis para que essa acusação não continue. A biomédica Ana Carolina faz as intervenções estéticas que lhe são competentes de acordo com sua habilitação e diploma de pós-graduação em estética.

Questionada sobre a acusação de que a biomédica prescrevia exames de sangue e hormonais, a advogada disse que ela "só recomendava fazer os exames".

A reportagem questionou ainda sobre a troca de carimbos identificada pela polícia. A defesa afirmou que só irá explicar "em juízo". A advogada disse ainda que Ana Carolina pagou fiança e foi liberada.

Cotidiano