PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Após briga em aeroporto de SP, casal e coelho Alfredo embarcam para Irlanda

Do UOL, em São Paulo

20/11/2021 17h28Atualizada em 20/11/2021 17h50

O casal de passageiros envolvido em uma confusão no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos (SP), por conta de seu coelho — Alfredo — enfim conseguiu embarcar rumo a Dublin, na Irlanda. Ontem, eles discutiram com funcionários da companhia aérea KLM após terem sido impedidos de pegar o voo com seu animal de estimação, embora tivessem autorização judicial. (Assista acima)

"A gente conseguiu embarcar com a nova decisão do juiz, com o apoio da polícia e o apoio de todos os envolvidos", anunciou Jorge Philipe Guadalupe, dono de Alfredo, no Instagram. "Ontem, a gente conseguiu embarcar às 20h, e nós acabamos de chegar aqui em Amsterdã [Holanda, onde fizeram conexão]. Tem pouquíssimo tempo que a gente está aqui. Graças a Deus deu tudo certo nesse voo".

A gente nem estava sabendo dessa viralização na mídia, desse apoio que vocês estão nos dando. (...) Estamos bem. A gente quer que isso não aconteça com mais ninguém, então podem ter certeza que a gente vai fundo nessa. A KLM vai ser responsabilizada, se depender da gente, por tudo que ela nos fez. Não é pela gente, é pelo Alfredo e pelos diversos outros 'Alfredos' que podem vir pela frente.
Jorge Guadalupe, passageiro da KLM

O passageiro também publicou uma mensagem em nome do coelho, também agradecendo pelo carinho que a família tem recebido.

"Estou muito feliz com todas as mensagens que estamos recebendo e todas as demonstrações de carinho e afeto! Quero dizer que estou bem — estou muito feliz, por sinal —, ganhei diversas frutas durante a viagem. Estou agora aguardando com papai e mamãe o próximo voo! Assim que eu chegar na Irlanda, avisarei!", escreveu.

Entenda a confusão

Coelho Alfredo - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Confusão entre funcionários e casal de passageiros começou após problema com embarque de coelho
Imagem: Reprodução/Twitter

Ontem, viralizou nas redes sociais o vídeo de uma briga entre o casal de passageiros — Jorge e Gabriella — e funcionários da companhia aérea KLM durante o embarque em um voo internacional, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos (SP).

No Instagram, o escritório Furno Petraglia e Pérez Advocacia, que representa o casal, explicou que, a princípio, eles deveriam ter embarcado na segunda-feira (15), três dias após conseguirem decisão judicial favorável ao transporte do coelho Alfredo na cabine, mas a KLM informou que não conseguiria cumpri-la "por falta de tempo".

O casal pagou para alterar a passagem para quarta-feira (17), mas a própria companhia adiou o voo para o dia seguinte (18), ainda segundo os advogados. Ao chegarem ao local de embarque, porém, ambos foram retirados da fila "sob a justificativa de que o comandante, autoridade máxima na aeronave, não autorizou o embarque deles".

Jorge, Gabriella e Alfredo só conseguiram embarcar na sexta-feira (19) à noite, depois de prestarem depoimento na delegacia do aeroporto e conseguiram uma nova decisão judicial favorável ao transporte do coelho de estimação na cabine.

Ontem, procurada pelo UOL, a Air France-KLM disse que o caso foi resultado de um "equívoco interno da companhia", que não comunicou a tripulação do voo com antecedência sobre o embarque de Alfredo, e anunciou que vai abrir uma investigação para apurar o caso. A empresa também lamentou que a situação "tenha escalado para um desentendimento" e afirmou condenar "qualquer tipo de comportamento violento".

Cotidiano