PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Calçada desaba e deixa 33 feridos durante evento de Natal em Joinville (SC)

Giorgio Guedin

Colaboração para o UOL, em Florianópolis

22/11/2021 21h26Atualizada em 23/11/2021 08h53

Parte de uma calçada sobre uma galeria fluvial do rio Cachoeira cedeu, no início da noite de hoje, formando uma cratera onde caíram várias pessoas, no município de Joinville (SC), a 183 km de Florianópolis. Moradores compareciam a um evento do Natal Cultural, que dava início aos festejos de Natal da cidade, organizado pela prefeitura, às margens da Avenida Beira Rio, quando foram surpreendidos pela estrutura que colapsou, pouco depois das 20h. Trinta e três pessoas ficaram feridas, incluindo 12 crianças. Todas já tiveram alta.

De acordo com a assessoria de imprensa do município, as vítimas caíram de uma altura de 2 metros, mas não tiveram ferimentos graves. A galeria estava com um volume baixo de água e ninguém se afogou. Os presentes acompanhavam a apresentação de um coral de cerca de 600 crianças e o evento foi interrompido por 40 minutos, para a remoção dos feridos, e depois continuou normalmente.

Dos 33 feridos, 21 foram adultos e uma criança encaminhados ao Hospital São José, todos com ferimentos leves. No fim da noite desta segunda-feira (22), todos os adultos e a menina, de 9 anos, receberam alta médica.

Ao UOL, o Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, de Joinville, informou ter atendido 11 crianças feridas. Nenhuma delas estava em estado grave e todas, com idades entre 2 e 11 anos, seguem admitidas em observação e com quadro estável.

No perfil oficial da prefeitura de Joinville, durante o ocorrido, apenas um aviso mencionava indiretamente o problema, classificado como um "imprevisto". "Nossas equipes estão atuando em um imprevisto e logo retornaremos o espetáculo", dizia um recado nas redes sociais, antes de exibir imagens da liberação de neve artificial no evento, em seguida.

cratera - Divulgação - Divulgação
Cratera formada junto a rio está sendo periciada para definir causas do acidente
Imagem: Divulgação

Em nota oficial, a administração do município informou que, "após o resgate, técnicos do Instituto Geral de Perícias e da Polícia Civil estiveram no local e fizeram um registro preliminar com fotos. Na terça-feira (23/11), profissionais da Secretaria de Infraestrutura Urbana e da Defesa Civil continuam a vistoria com uma avaliação detalhada da estrutura do local".

Uma reunião foi convocada para a manhã desta terça-feira (23) pelo prefeito, e também bombeiro, Adriano Silva (Novo). "Agradecemos por não ter nenhuma pessoa em estado grave e também pelo pronto-atendimento que foi prestado para todas as vítimas," afirmou.

Cotidiano