PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Pai que recusou vacina e passou covid à filha é imunizado e pode visitá-la

Com a vacinação completa, o pai conseguiu recuperar na Justiça o direito de visitar a filha em Passo Fundo (RS) - Alberto Ortega/Europa Press via Getty Images
Com a vacinação completa, o pai conseguiu recuperar na Justiça o direito de visitar a filha em Passo Fundo (RS) Imagem: Alberto Ortega/Europa Press via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

01/12/2021 09h09Atualizada em 02/12/2021 20h04

O homem que foi impedido pela Justiça de ver a filha de um ano por ter se recusado a tomar a vacina contra a covid-19 completou a imunização com as duas doses e agora já pode ver a bebê. Na época da decisão da Justiça, o homem contraiu o coronavírus e acabou contaminando a menina, em Passo Fundo (RS).

Segundo a DPE (Defensoria Pública do Estado), que ingressou com a ação para retirar a liminar anterior, o pai completou o ciclo vacinal no final de outubro. A Vara de Família de Passo Fundo acatou o pedido, e a decisão foi divulgada ontem pela DPE.

Em setembro deste ano, uma ação da Defensoria Pública havia suspendido o direito de visita do pai. A criança mora com a mãe, mas o pai tem guarda compartilhada. No entanto, ele ficou internado em estado grave por causa do coronavírus e havia transmitido a doença para a menina. Após a recuperação, retomou as visitas à filha, afirmando que não iria se vacinar.

Na época, a Defensoria Pública justificou a liminar proibindo as visitas afirmando que "não poderia deixar de buscar a tutela judicial para proteger a criança, diante da negligência do genitor para com a saúde da própria filha".

Cotidiano