PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Prefeitura em Pará de Minas emite alerta de risco de rompimento de barragem

Do UOL, em São Paulo

09/01/2022 18h59Atualizada em 10/01/2022 18h44

Após fortes chuvas na região, a prefeitura de Pará de Minas, cidade localizada a 83 km de Belo Horizonte, emitiu alerta pedindo a moradores que deixem as suas casas devido ao risco de rompimento da barragem hidrelétrica da Usina do Carioca. A situação da represa, que pertence à empresa Santanense, foi classificada por autoridades como "crítica". Equipes da prefeitura e da Defesa Civil estão monitorando o local. (Assista ao vídeo abaixo)

Esse é um alerta sério, e nós pedimos a todos vocês que repassem esse alerta. É um risco devido às intensas chuvas. E, para evitar uma tragédia maior, estamos fazendo esse alerta.
Prefeitura de Pará de Minas, nas redes sociais

Em vídeo compartilhado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) de Minas Gerais, um sargento do Corpo de Bombeiros de Pará de Minas reforçou a orientação para que os moradores da região deixem suas casas imediatamente.

No vídeo, o sargento fala que o rio pode chegar a 60 metros de altura, mas posteriormente ele se retificou, afirmando que quis dizer 60 metros de largura.

"Toda a população que se encontra nas proximidades do Rio São João e Pará, localizados logo abaixo da barragem do Carioca, que evacue de forma imediata a área. Neste momento, existe o risco de rompimento da barragem do Carioca", disse.

Em nota enviada ao UOL, a Defesa Civil estadual informou que "preventivamente, foi realizada a evacuação preventiva, até o momento, de 34 pessoas que se encontravam em locais de risco". "Outras 32 pessoas estão em comunidades, as quais estão com acesso dificultado Os órgãos envolvidos buscam caminhos alternativos para acessá-las", acrescentou.

Hoje, o porta-voz dos Bombeiros de Minas, Pedro Aihara, afirmou à CNN que "tem água vertendo tanto por cima da barragem como dos lados".

"Em decorrência disso as comportas já foram abertas, mas mesmo assim o fluxo de água é tão intenso que foi necessária a evacuação preventiva e emergencial das comunidades que ficam na calha do rio São João e também do rio Pará a partir do distrito de Carioca até o distrito de Pitangui".

Existem varias equipes que estão fazendo a retirada de pessoas ilhadas, sem acesso, da região para que a gente possa levar a população para fora dessa área da mancha de inundação caso ocorra qualquer tipo de problema estrutural e algum tipo de rompimento."
Pedro Aihara, porta-voz dos Bombeiros de MG

A prefeitura de Pará de Minas informou que o ponto de apoio em Carioca, no posto de saúde e no salão ao lado da igreja, já está funcionando. "O objetivo é receber as famílias dos moradores das imediações da barragem que não têm para onde ir", explicou.

Grande BH alagada

Pelo menos dez cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte amanheceram com pontos de alagamento após fortes chuvas durante a madrugada de hoje (9). Segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, na manhã deste domingo, houve mais de 120 chamadas de pessoas ilhadas em:

  • Betim
  • Brumadinho
  • Contagem
  • Juatuba
  • Mário Campos
  • Mateus Leme
  • Nova Lima
  • Raposos
  • Rio Acima
  • Sabará

Em Nova Lima, as águas chegaram a atingir 2,5 metros no bairro de Honório Bicalho. A boa notícia é que houve rebaixamento do grau de risco no Dique de Nova Lima, do nível 3 para o nível 2.

"A BR 040 sentido Belo Horizonte já está liberada, mas no sentido Rio de Janeiro ela já está bloqueada. Toda a empresa já está fazendo a análise para testar a estabilidade", diz Aihara.

Com a confirmação de pelo menos dez mortos no acidente em Capitólio ontem, já são 16 óbitos em decorrência das chuvas, de acordo com balanço da Defesa Civil estadual.

Ao todo, 138 cidades de Minas Gerais estão em situação de emergência devido às chuvas.

Também na manhã de sábado (8), um dique de contenção de água da Mina Pau Branco transbordou e interditou a rodovia BR-040 nas imediações de Nova Lima por não suportar o grande volume de chuvas. Segundo os bombeiros, as enchentes de hoje não são consequência disso.

Leia a nota da Defesa Civil na íntegra

O Gabinete Militar do Governador (GMG), por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), informa que foi acionado para atendimento a uma ocorrência envolvendo uma barragem hidrelétrica da empresa Santanense, localizada no município de Conceição do Pará (Povoado de Carioca), que, em tese, estaria com risco de rompimento iminente.

Imediatamente, o Regional Defesa Civil Estadual (7a Redec) deslocou-se para o local e, em conjunto com a Polícia Militar (PMMG), com o Corpo de Bombeiros Militar (CBMMG), com os demais órgãos de segurança, com integrantes de Prefeituras Municipais e por representantes da empresa Santanense, instalou um Posto de Comando para fins de coordenação do possível evento adverso.

No momento, há o monitoramento do nível do Rio São João, de 30 em 30 minutos. Ainda chove no local.

Preventivamente, foi realizada a evacuação preventiva, até o momento, de 34 pessoas que se encontravam em locais de risco.

Outras 32 pessoas estão em comunidades, as quais estão com acesso dificultado Os órgãos envolvidos buscam caminhos alternativos para acessá-las.

Cotidiano