PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Rios sobem 6 metros e 2 mil famílias são atingidas por cheias em Marabá

Moradores são resgatados de barco em Marabá  - Defesa Civil Municipal
Moradores são resgatados de barco em Marabá Imagem: Defesa Civil Municipal

Wanderley Preite Sobrinho

Do UOL, em São Paulo

16/01/2022 08h57

Ao menos 2.269 famílias já foram afetadas pelas cheias de dois grandes rios que cortam Marabá (PA), segundo a Defesa Civil Municipal.

Em apenas 24 horas, o nível dos rios Tocantins e Itacaiúnas subiu 20 centímetros e ficou seis metros acima do normal, passando de 12,7 metros na noite de sábado (15), quando foi divulgada a última atualização.

Os principais bairros atingidos são Marabá Pioneira, Liberdade, Independência, Bairro da Paz, Novo Planalto, Amapá, Folha 33, Folhas, 6, 8, 14 e 25 e núcleo de São Félix.

"Dessas famílias, 527 estão nos abrigos, 1.061 em casas de parentes e amigos", afirma. Cerca de 335 ribeirinhos foram afetados, além 346 famílias ilhadas.

São pessoas que preferiram subir ao segundo piso de seus imóveis e resistem em sair das residências. "A previsão é que sejam realizadas somente hoje 275 mudanças", informa a Defesa Civil.

Ajuda humanitária

Os atingidos pelas cheias não precisam se deslocar para a sede da Defesa Civil Municipal para se cadastrar e receber o benefício de um salário mínimo (R$ 1.212) oferecido pelo governo estadual.

Resgate de moradores de Marabá pela Defesa Civil Municipal - Defesa Civil Municipal - Defesa Civil Municipal
Resgate de moradores de Marabá pela Defesa Civil Municipal
Imagem: Defesa Civil Municipal
"Para esse tipo de cadastro específico, virá de Belém uma equipe composta de 100 homens da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros", diz a Defesa Civil.

Já as famílias que precisarão se mudar em razão das cheias, o cadastro será na sede do órgão, na rua 7 de Junho, 1.020, Marabá Pioneira.

O beneficiário precisa ter renda familiar de até três salários mínimos, residir em imóvel que tenha sido direta e gravemente atingido pelas fortes chuvas que causaram deslizamentos, inundações, enxurradas e alagamentos.

"A prefeitura declara que nenhuma família desabrigada ficará sem realocação nos abrigos", diz em nota.

Por enquanto são 15 abrigos preparados para receber as famílias. Além de cestas básicas, a Secretaria Municipal de Saúde realiza atendimentos médicos e de enfermagem, além de vacinação e distribuição de medicamentos.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado na reportagem, Marabá não é a capital do Pará, e sim Belém. O texto já foi corrigido.

Cotidiano