PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Placa com suástica nazista gera revolta em moradores de condomínio no RN

Imagem feita por drone revela placa com a suástica nazista em terraço de residência de condomínio em Mossoró (RN)  - Arquivo Pessoal
Imagem feita por drone revela placa com a suástica nazista em terraço de residência de condomínio em Mossoró (RN) Imagem: Arquivo Pessoal

Colaboração para o UOL

14/02/2022 18h07

Os moradores de um condomínio de classe média alta na cidade de Mossoró (RN) se revoltaram após um dos vizinhos colocar, no terraço de sua casa, uma placa contendo uma suástica nazista

A denúncia partiu de uma pessoa que mora no condomínio, que pediu para não ser identificada. A placa aparentemente parece desgastada e tem uma mancha de tinta cobrindo parte do emblema nazista.

"Quando eu vi a placa, de longe, quase não acreditei que pudesse ser verdade.", contou o morador. "É uma placa antiga, está até manchada. Ele a colocou no terraço, no último andar da casa. Não sabemos se ele encontrou ela assim e levou para casa ou se ele já tinha ela em casa e resolveu colocar no terraço".

Indignados, os vizinhos resolveram fazer algumas imagens com auxílio de um drone, para se certificar de que o símbolo contido na placa era mesmo a suástica usada pelos nazistas. "Nós ficamos espantados quando vimos as fotos", disse o morador que descobriu a placa. "Era mesmo uma suástica. Conversando com outros vizinhos, todos se disseram espantados. O clima também é de revolta e medo, pois não sabemos do que uma pessoa como essa é capaz".

Segundo o relato de outro morador, o proprietário da casa onde a placa foi colocada é uma pessoa "estranha", de poucos amigos. "Em geral, o pessoal daqui é cordial, educado, mas ele não. Grita com as pessoas, ofende", contou.

A casa onde foi colocada a placa foi construída há pouco mais de 5 anos, mas os condôminos não sabem dizer se foi o homem que a construiu ou se o imóvel foi alugado e ele se mudou há pouco tempo para lá.

Esses extremistas estão surgindo em todos os cantos do País, o que é incompreensível. Somos um povo miscigenado, brasileiro não tem nada de ariano, não. E aí vem um nordestino levantar um símbolo desse? É contraditório demais.
Vizinho denunciante

Denúncia ainda não foi formalizada

Por meio de nota, a administração do Condomínio Veronique, onde ocorreu a descoberta da placa com a suástica, declarou que, até o momento, não houve nenhuma reclamação ou denúncia formal sobre o fato narrado pelos moradores.

"Somos cientes da gravidade existente na apologia ao nazismo, sobretudo por tudo de mal que fez contra a humanidade. E, em se constatando o suposto fato, caberá às autoridades policiais adotarem as medidas cabíveis. A administração do condomínio, tão logo seja provocada, prestará os esclarecimentos de sua responsabilidade para elucidação do caso", afirma a administração do empreendimento, na nota.

O condomínio fica num bairro da zona sul de Mossoró, onde também se localiza o aeroporto da cidade. Fundado em 2007, conta com 493 lotes destinados à construção de residências familiares, numa área de 14 hectares.

O empreendimento conta com área de lazer com piscinas, churrasqueiras, playground, quadra poliesportiva e academia de musculação. A vigilância é armada e motorizada e o sistema de monitoramento conta com 41 câmeras, além de câmeras speed dome, que captam e processam imagens de alta qualidade para locais que necessitem de clareza e riqueza de detalhes.

Crime

A apologia ao nazismo é crime previsto em lei no Brasil, com pena de reclusão. Ela se enquadra na Lei 7.716/1989, segundo a qual é crime praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. A pena é de reclusão de um a três anos e multa ou reclusão de dois a cinco anos e multa se o crime foi cometido em publicações ou meios de comunicação social.

A mesma lei também deixa claro que é crime fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo. A pena é de reclusão de dois a cinco anos e multa.

Placa seria trabalho de escola e foi removida

Vizinhos do proprietário do imóvel onde estava a placa com a suástica informaram nesta terça-feira (15) que ela já foi removida. Em mensagem encaminhada a grupos de WhatsApp do condomínio, o homem se desculpou com os vizinhos e informou que a placa tratava-se de um trabalho escolar do filho, que discorria sobre o tema, há cerca de quatro anos atrás.

"Ainda me lembro de ter alertado a minha esposa para que tomasse cuidado quando fosse tirar isso do carro, pois algumas pessoas poderiam interpretar de forma errada. Jogamos o material na dispensa", afirmou o morador na mensagem, dizendo que na semana passada ela havia sido colocada no terraço para ser utilizada por um pedreiro, contratado para fazer a vedação de uma calha, como tabuleiro para misturar massa plástica.

"Numa busca rápida por uma tábua para fazer a mistura da massa plástica ele encontrou essa tábua, autorizei o uso e ele subiu para realizar o serviço. Ele entendeu que poderiam surgir falhas no trabalho realizado e decidiu deixar o material no local para um possível retoque", diz o homem.

"Lamento decepcionar alguns, mas nossa casa não é e nunca será lugar de culto nem muito menos de homenagem ao Holocausto ou qualquer outro ato nazista. Não tenho a menor vergonha de vir aqui pedir desculpas por entender que essa vergonha deveria partir daqueles que ontem (14) de maneira prematura, assim como um tribunal nazista, julgaram, condenaram e sentenciaram uma família", conclui.

Cotidiano