PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Ex-namorado de jovem morta na saída da escola confessa crime, diz polícia

Juliana foi assassinada quando entrava no carro de seu pai; assassino não teve nome divulgado - Reprodução/Redes sociais
Juliana foi assassinada quando entrava no carro de seu pai; assassino não teve nome divulgado Imagem: Reprodução/Redes sociais

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto (SP)

21/05/2022 14h18

O adolescente de 17 anos suspeito de matar a ex-namorada, a estudante Juliana Fernandes Cândido, de 19 anos, foi apreendido na noite de ontem pela Polícia Civil, em São José dos Campos (SP). Ele confessou o crime, de acordo com a polícia.

Segundo informações da Polícia Civil, o adolescente se apresentou no 3º Distrito Policial acompanhado pelos pais. Ele foi encaminhado para o Deic (Delegacia de Investigações Criminais) de Taubaté onde prestou depoimento.

Ainda segundo a Polícia Civil, ele alegou que atirou na ex-namorada após descobrir uma suposta traição. A arma do crime ainda não foi localizada e, segundo a polícia, ele não revelou como conseguiu o revólver.

O suspeito vai responder por ato infracional análogo a homicídio e será encaminhado para Fundação Casa. O jovem vai completar 18 anos na próxima semana.

Juliana foi morta a tiros na noite de anteontem, em Pindamonhangaba (SP). A estudante havia acabado de sair da escola e seguia para o carro onde o pai a esperava quando um homem se aproximou pelas costas da jovem. No momento em que ela abria a porta do carro da família, ele deu vários disparos à queima-roupa. O crime foi registrado por uma câmera de segurança.

Desde o dia do crime, o adolescente, de 17 anos, era apontado como principal suspeito pelo assassinato de Juliana. A hipótese era que o rapaz matou a ex-namorada por não aceitar o fim do relacionamento.

Segundo a família da estudante, o casal estava junto havia cerca de um ano. Os familiares ainda não sabiam do rompimento da relação.

Em conversa encontrada pelos familiares no celular de Juliana, entre o suspeito e a estudante, o rapaz se recusava a aceitar o término da relação.

ameaça - Reprodução - Reprodução
Ameaças de ex-namorado a mulher morta em São Paulo
Imagem: Reprodução

"Agora que estou parando com tudo por você, você quer me largar? Se liga...Vai terminar comigo o c*", escreveu ele em uma sequência de mensagens enviadas a Juliana. "Saiba que você irá me matar", acrescentou o rapaz em outra mensagem.

Cotidiano