PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Motorista embriagado atropela cinco crianças da mesma família no DF

Francisco Manoel da Silva, 53 anos, foi preso e teve embriaguez constatada por exame do IML - Divulgação/PMDF
Francisco Manoel da Silva, 53 anos, foi preso e teve embriaguez constatada por exame do IML Imagem: Divulgação/PMDF

Jéssica Lima

Colaboração para o UOL, de Brasília (DF)

22/05/2022 19h53

Cinco meninas da mesma família, com entre quatro e dez anos, foram atropeladas na tarde de hoje em Ceilândia, região administrativa de Brasília. O motorista, Francisco Manoel da Silva, 53 anos, estava embriagado, de acordo com exame feito pelo Instituto Médico Legal (IML). Segundo a Polícia Civil, o homem não tem carteira de habilitação. Ele foi preso.

Três meninas estão hospitalizadas em estado grave - uma de quatro anos e duas de seis anos. As outras duas crianças, ambas com dez anos, também precisaram ser atendidas no hospital, mas estão com quadro estável.

O atropelamento ocorreu por volta das 15h, no centro de Ceilândia. De acordo com a Polícia Civil, as crianças estavam em uma calçada, que foi invadida pelo veículo.

Uma mulher que presenciou o acidente disse ao UOL que a cena era aterrorizante e que nunca vai esquecer o que viu. "Vi as crianças no chão, sofrendo bastante. Uma estava com a perna quebrada. Sou mãe e estou sofrendo com tudo isso. Uma cena de filme de horror", relatou a personal trainer Angélica Moreira.

Testemunhas relataram à Polícia Militar que o motorista só parou o veículo 300 metros depois do acidente, após ter o carro cercado por outros motoristas e pessoas que estavam na região.

"Ele tentou fugir. Queria sair dali e não pagar pelo que fez. A sorte foi que motociclistas e outras pessoas cercaram o motorista até que a policia chegasse", disse Angélica.

Segundo o tenente Gustavo Barbosa, da Polícia Militar, "os populares se encontravam bastantes nervosos, querendo agredir o condutor. Por conta disso, o motorista não realizou teste de bafômetro" no local.

Depois de ter a embriaguez confirmada pelo IML, Francisco Manoel da Silva foi conduzido para 15ª Delegacia de Polícia, em Ceilândia, onde segue preso. De acordo com o delegado Fernando Crisci, o motorista deverá responder pelo crime de lesão corporal qualificada na direção de veículo automotivo. Não há fiança para esse tipo de crime.

O motorista, que estava acompanhado de mais dois homens no momento do atropelamento, ainda não tem advogado, segundo a Polícia Civil.

Cotidiano