PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Vila dos Coreanos: 5 crianças são achadas mortas em vala em obra na Bahia

Crianças coreanas morreram enquanto estavam brincando próximo a uma obra para tubulação de água - Divulgação/Polícia Militar
Crianças coreanas morreram enquanto estavam brincando próximo a uma obra para tubulação de água Imagem: Divulgação/Polícia Militar

Do UOL, em São Paulo

13/05/2022 14h24Atualizada em 13/05/2022 14h24

A obra na fazenda de uma empresa coreana em Formosa do Rio Preto (BA) foi embargada depois que cinco crianças morreram soterradas no terreno, em um acidente registrado em 29 de abril.

As mudanças na Fazenda Oásis, que produz alimentos orgânicos, estavam sob responsabilidade da Cooperativa Agrícola da cidade, a COAFOR, que presta serviço no local, de propriedade do grupo Doalnara, uma empresa alimentícia da Coreia do Sul.

O acidente que vitimou as cinco crianças, que eram coreanas, aconteceu em uma obra para implantação de uma fossa para melhorar o saneamento no local conhecido como "Vila dos Coreanos", uma área residencial dentro da Fazenda Oásis.

Duas das vítimas tinham 11 anos, outras duas estavam com sete, e a mais nova, apenas seis. Elas estavam brincando quando foram atingidas pela terra, por volta de 12h do dia 29.

Auditores-fiscais realizaram uma inspeção no local esta semana a pedido do MPT (Ministério Público do Trabalho), depois de os trabalhos no local terem sido suspensos em 6 de maio, por recomendação do órgão em conversa com os advogados da cooperativa.

As autoridades ainda aguardam documentação para concluir o relatório sobre o acidente, que deverá ser anexado à investigação do MPT.

Com o embargo da obra, a área em que ocorreu o acidente deve ser completamente isolada. Para retomar os trabalhos, os donos do local devem contratar um técnico especializado que deve se responsabilizar pelas medidas de segurança na operação da vala.

Cotidiano