PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Chico Alves: Cláudio Hummes ajudou a democracia e quem mais precisava

Colaboração para o UOL*

04/07/2022 18h55

Em participação ao UOL News na noite de hoje (4), o colunista Chico Alves lamentou a morte de dom Cláudio Hummes, aos 87 anos, vítima de um câncer de pulmão. Segundo o jornalista, o arcebispo emérito de São Paulo e de Fortaleza ajudou não só quem mais precisava, mas também a democracia do país.

"É mais um representante da igreja que teve uma atuação política a favor dos pobres, porque há religiões que têm uma atuação política, mas a favor de um candidato ou de grupo privilegiado da sociedade", avaliou.

Para Chico Alves, o país precisa de quem que interceda por quem é mais frágil, mais pobre e que está sofrendo.

"Infelizmente, uma parte dos religiosos que hoje atuam na política, muito diferente de Cláudio, atuam não pelos mais pobres, mas numa linha ideológica que acaba defendendo privilégios de quem já tem tantos em detrimento de muitos brasileiros que não têm nada", afirmou o colunista ao UOL News.

Além de trabalhar no Vaticano, junto com o papa Bento 16, o religioso era ligado a causas ambientais, abriu as portas da igreja para os metalúrgicos grevistas na década de 1970, liderados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e inspirou o nome do papa Francisco.

*Com informações de Anna Satie

Cotidiano