Topo

Conteúdo publicado há
10 meses

Adolescente armado é apreendido após tentativa de ataque em escola no AM

Mariana Durães, Bruna Chagas e Pedro Vilas Boas

Do UOL, em São Paulo, com colaboração para o UOL, em Manaus e Salvador

10/04/2023 16h50Atualizada em 10/04/2023 21h42

Um adolescente armado feriu superficialmente uma professora e dois adolescentes com uma faca, em uma escola particular na Cachoeirinha, em Manaus.

O que aconteceu

A agressão foi registrada no Colégio Adventista de Manaus, na zona sul de Manaus. As polícias Civil e Militar, o Samu e o Corpo de Bombeiros estiveram no local ao longo da tarde de hoje.

Uma professora e dois alunos foram feridos levemente na ocasião. Segundo a unidade de ensino, os estudantes sofreram apenas com lesões superficiais, no ombro e nas mãos. De acordo com o Samu, a professora teve um ferimento na barriga, sem gravidade. Não há informação sobre a idade das vítimas.

A escola informou que as atividades foram suspensas após uma "agressão física" em sala de aula. O retorno à escola está marcado para a quarta-feira (12).

O aluno portava armas brancas e coquetel molotov, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado.

O adolescente se entregou e foi apreendido por volta das 12h30 desta segunda-feira (10). Ele e seus familiares serão ouvidos pela polícia.

O que dizem as testemunhas

Na turma em que houve a agressão, havia "muito bullying", inclusive por meio de aplicativos de mensagens.
Beatriz Souza, mãe de aluno

Está todo mundo muito desesperado. Só saí aqui porque peguei minha filha, tranquei-a no carro e vim fazer o meu trabalho. Mas não morreu ninguém.
Kiky Anjos, conselheira tutelar

O que dizem as fontes oficiais

Lamentamos profundamente o ocorrido, e nos solidarizamos com as vítimas e familiares, dando todo o apoio. Estamos fornecendo as informações necessárias às autoridades. Neste momento, as medidas administrativas em relação ao agressor estão sendo adotadas.
Colégio Adventista de Manaus, em nota publicada nas redes sociais

O SAMU Manaus esteve no local da ocorrência e prestou assistência aos feridos no próprio local, sem necessidade de remoção. A menina teve ferimentos no ombro, a servidora, na barriga, e o menino, nas mãos, todos sem gravidade. Eles receberam curativos e orientações e não precisaram de atendimento de suporte avançado.
Samu Manaus

Tanto o infrator, quanto vítimas, testemunhas e pais já foram conduzidos para a delegacia, onde estão sendo ouvidos. Pode ter certeza que esse infrator terá a responsabilização na medida da punibilidade
Guilherme Torres, delegado-geral adjunto da Polícia Civil

*Colaborou Bruna Chagas, de Manaus