Topo

Conteúdo publicado há
10 meses

SP: Greve de motoristas atrasa saída de ônibus; prefeitura suspende rodízio

A SPTrans lamentou os atrasos e irá registrar Boletim de Ocorrência contra os envolvidos - Reprodução/TV Globo
A SPTrans lamentou os atrasos e irá registrar Boletim de Ocorrência contra os envolvidos Imagem: Reprodução/TV Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/05/2023 08h52

Uma paralisação de motoristas e cobradores atrasou a saída de nove empresas de ônibus em São Paulo na manhã desta segunda-feira (29). A situação está sendo normalizada.

O que aconteceu

O Sindmotoristas (Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo) reivindica a valorização das cláusulas econômicas e a volta dos 30 minutos de refeição remunerados, segundo comunicado no site. Segundo o sindicato, o SPUrbanuss (Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo), não sinalizou "qualquer intenção de contribuir para um acordo".

A SPTrans afirma que solicitou apoio do policiamento nas garagens e irá "registrar Boletim de Ocorrência para que os envolvidos na interrupção de serviço essencial à população sejam responsabilizados", além de aplicar, "de forma automática, as autuações pelas viagens não realizadas às concessionárias".

O início da operação dos ônibus atrasou em nove concessionárias do sistema e a circulação está sendo normalizada gradativamente, segundo a empresa. As demais concessionárias do sistema estão com sua operação normal desde o início do dia.

A SPTrans lamenta os atrasos praticados, sem respeitar o prazo legal de 72 horas para comunicação oficial antecipada à população e ao órgão gestor de paralisação de serviço essencial e prejudicando a população desde às 3h desta segunda-feira (29)".

Empresas com frota normalizada

Zona Sul

  • Viação Grajaú
  • MobiBrasil
  • Viação Campo Belo
  • KBPX

Zona Oeste

  • Transppass
  • Gato Preto

Zona Norte

  • Sambaíba
  • Santa Brígida

Zona Leste

  • Metrópole 3

Suspensão do rodízio

O rodízio municipal de veículos está suspenso nesta segunda-feira, informou a prefeitura de São Paulo. Veículos com placas finais 1 e 2 podem circular normalmente.

Os corredores e faixas exclusivas não estão liberados para circulação de veículos. O rodízio para caminhões permanece, assim como a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões e a Zona de Máxima Restrição aos Fretados.