Conteúdo publicado há 2 meses

Forte chuva mata casal em Angra e deixa mais de 300 moradores desabrigados

As fortes chuvas que atingiram Angra dos Reis (RJ), na noite desta sexta-feira (8), mataram ao menos duas pessoas e desabrigaram outras 312.

O que aconteceu

Foram registrados 250 milímetros de chuva em 24 horas, o que provocou transbordamento de um rio no bairro do Bracuí — esse era o volume de precipitação previsto para todo o mês de dezembro em Angra.

Um casal de idosos que estava em um asilo privado no Bracuí morreu após a água invadir o imóvel. A suspeita é que eles tenham morrido afogados, segundo informações do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil do município. Pelo menos outros 25 idosos que estavam no local foram transferidos para outro espaço não atingido pelo temporal.

A prefeitura de Angra dos Reis decretou situação de emergência, segundo o porta-voz da Defesa Civil da cidade, Lauro Oliveira. "As ações principais são apoiar os desabrigados e determinar ações para mitigar os efeitos dessa calamidade", explicou.

Temporal alagou Angra dos Reis (RJ) entre a noite de ontem e esta madrugada
Temporal alagou Angra dos Reis (RJ) entre a noite de ontem e esta madrugada Imagem: 9.dez.2023-Yraci Santana/Arquivo pessoal

Ao menos mais 312 moradores desabrigados foram levados para as escolas José Luiz Ribeiro Reseck, no Frade, e Regina Célia, no Morro do Carmo. O secretário de Defesa Civil de Angra, Fábio Júnior, informou que a prefeitura está fazendo avaliação de risco e monitorando moradores em situação de risco para levar para abrigos. Ainda há pontos de alagamento na cidade.

A prefeitura solicitou doações para os desabrigados. Segundo a administração municipal, os itens mais urgentes são água potável, produtos de higiene pessoal, material de limpeza, roupas, lençóis e alimentos não perecíveis, além de ração para os animais. Onde doar: al. Cel. Otávio Brasil, 253-B, Balneário, das 9h às 17h.

Inmet alerta para chuvas no litoral do RJ e SP

Em razão das chuvas, o Inmet emitiu alertas de perigo e muito perigo para cidades no litoral norte de São Paulo e para municípios do litoral sul do Rio neste final de semana. As regiões são consideradas áreas de risco para episódios de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios.

Continua após a publicidade

No litoral sul fluminense, o alerta é de "muito perigo" (cor vermelha) para as cidades de Angra dos Reis, Mangaratiba, Paraty e Rio Claro. Para essa região, a previsão é de chuva ainda mais intensa, com um volume esperado superior a 60 mm/h ou acima de 100 mm/dia. E, segundo o instituto, "há grandes riscos" dessa região sofrer com alagamentos e transbordamentos de rios, além de grandes deslizamentos de encostas.

No litoral paulista, o alerta de "perigo" (cor laranja) do instituto vale para as cidades de Caraguatatuba, Ilhabela, Natividade da Serra, São Luiz do Paraitinga e Ubatuba. Essas localidades podem ser atingidas por um chuva de 30 a 60 mm/h (milímetros por hora) ou ter um acumulado de 50 a 100 mm/dia.

O órgão orienta para que as pessoas que moram, ou que estejam nessa área nesse final de semana, desliguem os aparelhos eletrônicos e o quadro geral de energia; que permaneçam em locais abrigados; e que observem as encostas e para evitar enfrentar o mau tempo.

No caso de inundações, o conselho do Inmet é "proteger os pertences envoltos em sacos plásticos". Para mais informações ou dúvidas, deve-se acionar a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

*Com informações do Estadão

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes