Conteúdo publicado há 16 dias

Homem é preso suspeito de matar a ex e o namorado dela após invadir casa

Um homem de 40 anos foi preso ontem (10) suspeito de matar a tiros a ex-mulher e o namorado dela, após invadir a casa da ex-companheira em Goianápolis, no interior de Goiás. A Polícia Militar suspeita que o crime tenha sido premeditado.

O que aconteceu

Segundo a PM, Gislane Silvia de Oliveira, de 40 anos, e o advogado João Paulo de Deus Nascimento, de 31 anos, morreram no local do crime. O suspeito deve responder por duplo homicídio e duplamente qualificado.

Ao UOL, a polícia contou que, quando os militares chegaram na casa da vítima, o suspeito chegou a atirar contra eles. No entanto, as munições acabaram e, em seguida, ele se rendeu.

O suspeito jogou a arma da sacada da casa e foi preso. O objeto também foi apreendido.

De acordo com a PM, o crime parece ter sido premeditado, porque o suspeito pegou o carro do filho emprestado, alegando que iria dar uma volta pela cidade. Contudo, ele sabia que havia um controle do portão da casa da vítima no veículo.

Ele chegou na residência de Gislane e abriu o portão com o controle. Depois, matou o casal.

Nas redes sociais, a Seção Goiás da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) publicou uma nota de "repúdio e inconformismo" ao assassinato do advogado João Paulo. A ordem informou ainda que a Comissão de Direito e Prerrogativas já comunicou as autoridades policiais sobre o crime e que cobra o "máximo de empenho" para os esclarecimentos.

Leia a nota da OAB-GO na íntegra:

É com extrema consternação que a Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-GO) manifesta seu repúdio e inconformismo pelo atentado que vitimou o advogado João Paulo de Deus Nascimento Tibúrcio, ocorrido na cidade de Goianápolis, neste sábado (10 de fevereiro).

Continua após a publicidade

Ao mesmo tempo em que se solidariza com a família enlutada do colega e lamenta pela morte da namorada, a Seccional Goiana, juntamente com a Comissão de Direito e Prerrogativas por meio do procurador geral de prerrogativas, Regis Davidson informa à advocacia e à sociedade que acompanhou os trâmites legais até a família ser localizada e informada do acontecimento.

A CDP já comunicou as autoridades policiais a respeito do crime e cobra o máximo de empenho e celeridade para os esclarecimentos necessários. O suspeito de ter cometido o feminicídio, assassinando a ex-esposa e o atual namorado (o advogado João Paulo Tibúrcio), foi preso após troca de tiros com a polícia.

Neste momento, a OAB-GO roga que Deus receba João Paulo Tibúrcio em sua infinita Glória e manifesta sentidas condolências aos familiares e amigos

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora