Conteúdo publicado há 1 mês

Casal suspeito de criar 'vaquinha' falsa com crianças doentes é preso no RJ

Um casal acusado de criar "vaquinhas" falsas com crianças doentes foi preso pela Polícia Civil, neste sábado (1), no Rio de Janeiro.

O que aconteceu

Tainara Ribeiro Subtil e Luiz Antônio dos Santos Barbosa estavam em uma pousada em Rio das Ostras, na Região dos Lagos.

Os dois foram presos após denúncia feita pela família de uma das vítimas. O mandado de prisão preventiva foi decretado pela Justiça, com base em denúncia formalizada pelo MP-RJ (Ministério Público do Rio).

Segundo a denúncia, o casal montou uma campanha de arrecadação com fotos de uma criança com câncer e um documento médico falso. A criança exibida na campanha existe, mas não tem nenhum vínculo com os dois, que recolheram todo o dinheiro arrecadado.

O MP-RJ ainda diz que os dois são "criminosos habituais" e possuem um 'modus operandi', criando campanhas fraudulentas de arrecadação de fundos usando crianças doentes.

O UOL tenta localizar a defesa do casal. Caso haja resposta, o texto será atualizado.

Prejuízo de R$ 35 mil

O casal de golpistas foi alvo de reportagem do Fantástico, da TV Globo, no último domingo (25). A ação dos golpistas teria arrecadado R$ 35 mil em um mês.

A família de Madelaine Morigi e Renato foi uma das vítimas, segundo a matéria. Após conseguirem arrecadar R$ 13 mil em uma vaquinha para o tratamento de um tumor, os dois pediram nova ajuda quando descobriram um segundo tumor.

Continua após a publicidade

Porém, ela foi surpreendida por ataques nas redes sociais. "Eu falei para essa pessoa que me xingou que a menina da foto era minha filha. Ela me mostrou print e link. Quando vi, em um mês, os golpistas tinham conseguido R$ 35 mil na vaquinha falsa da minha filha", contou Madelaine.

A investigação aponta que Luiz Antônio utilizava a conta bancária da mãe dele, Hosana Rodrigues dos Santos, para receber o dinheiro dos golpes.

O Fantástico ainda identificou o golpe em pelo menos cinco Estados. Foram registrados boletins de ocorrência relacionados a perfis falsos atribuídos a Tainara.

Deixe seu comentário

Só para assinantes