Conteúdo publicado há 1 mês

Advogada é indiciada em MG por não devolver R$ 21 mil de cliente idoso

Uma advogada de 34 anos foi indiciada pela Polícia Civil de Minas Gerais suspeita de não devolver R$ 21 mil a um cliente de 71 anos que havia ganhado a quantia em uma ação judicial. O caso aconteceu em Santos Dumont e foi divulgado nesta terça-feira (23).

O que aconteceu

A mulher foi indiciada pelos crimes de patrocínio infiel e apropriação indébita de valores recebidos no exercício da profissão. Após o indiciamento, o Ministério Público de Minas Gerais deve analisar se denuncia a advogada à Justiça.

A advogada recebeu o valor pago pela parte ré, mas não repassou ao cliente. A mulher ainda teria dito ao cliente que só devolveria os R$ 21 mil se a denúncia aberta por ele contra ela fosse retirada.

Delegado pediu a suspensão do exercício profissional da indiciada. O delegado Daniel Gomes disse que fez a solicitação à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

A Polícia Civil ainda investiga uma possível segunda vítima da advogada, que já registrou boletim de ocorrência.

O UOL entrou em contato com a OAB-MG sobre o caso. Se houver resposta, o texto será atualizado. A reportagem não conseguiu localizar a defesa da advogada, já que o nome dela não foi divulgado.

Deixe seu comentário

Só para assinantes