Conteúdo publicado há 23 dias

SC: Imagens aéreas mostram cidade alagada após dia mais chuvoso em 8 anos

Imagens aéreas mostram como ficaram bairros do município de Rio do Sul, em Santa Catarina, após as fortes chuvas que atingiram a cidade no final de semana.

O que aconteceu

Vídeos foram feitos com drones por Rafael Dell Antonia, e cedidos ao UOL. As imagens mostram ruas alagadas nos bairros de Canoas, Barra do Trombudo. Uma das gravações também mostra a região da Barragem Sul, em Ituporanga.

Rio do Sul registrou no sábado (18) o dia mais chuvoso na cidade em oito anos, segundo a Defesa Civil municipal. Foram 152,2 milímetros de chuva, superando o então recorde de 4 de maio de 2022, quando o volume foi de 99,8 milímetros.

Defesa Civil de Rio do Sul alerta sobre o alto risco para deslizamentos de terra, queda de barreira e outras ocorrências associadas à chuva. "O morador precisa ficar atento e, caso identifique alguma dessas ocorrências, é importante informar a Defesa Civil pelo telefone 199 e, dependendo da gravidade, sair imediatamente do local", orienta o órgão.

Mais de 900 deixam casas

A situação dos desalojados e desabrigados em Santa Catarina se intensificou após as chuvas deste final de semana, chegando a 987 pessoas. Acumulados chegam a 230 milímetros em três dias.

Nos últimos três dias, os acumulados de chuva ultrapassaram os 230 milímetros. Os municípios com maiores volumes foram: Vidal Ramos (233,4 mm), Rio do Sul (217,9 mm), Lontras (213,7 mm), Botuverá (197,1 mm), e Taió (195,4 mm).

São 271 desalojados e 716 desabrigados. Só o município de Rio do Sul possui 478 desabrigados, enquanto outras oito cidades também têm pessoas fora de suas casas, são elas: Blumenau, Presidente Getúlio, Taió, Pouso Redondo, São João Batista, Lontras e Agronômica.

Oito cidades decretaram situação de emergência: Passo de Torres, Sombrio, São João do Sul, Balneário Gaivota, Jacinto Machado, Maracajá, Araranguá e Rio do Sul.

Deixe seu comentário

Só para assinantes