PUBLICIDADE
Topo

Em último dia, Crivella tenta colar Paes em Cabral e diz "vai ser preso"

Atrás nas pesquisas, o prefeito Crivella tenta colar imagem de Paes à do governador preso Sérgio Cabral em seu último dia de campanha - Herculano Barreto Filho/UOL
Atrás nas pesquisas, o prefeito Crivella tenta colar imagem de Paes à do governador preso Sérgio Cabral em seu último dia de campanha Imagem: Herculano Barreto Filho/UOL

Herculano Barreto Filho

Do UOL, no Rio

28/11/2020 14h37

No começo da tarde deste sábado (28), o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) parou em frente a um comércio em Bangu, zona oeste carioca, para conversar com apoiadores no último dia de campanha antes do 2º turno das eleições municipais.

Em uma parada, voltou a direcionar ataques ao ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), seu rival no pleito. E reforçou os ataques em rápida conversa com o UOL quando se preparava para deixar o local, de pé na caçamba de um veículo. "A qualquer momento, o Eduardo [Paes] vai ser preso", disse, sem fazer acusações específicas ou apresentar provas.

À reportagem, voltou a atrelar a imagem de Paes ao ex-governador Sérgio Cabral, preso desde 2016 e condenado a mais de 280 anos de prisão após denúncias da operação Lava Jato. "Assim como Cabral, vamos perder aquele em quem votamos", disse. Em seguida, negou-se a responder perguntas e deixou o local.

Ele cumprimentou apoiadores, ouviu a oração de um evangélico, que chegou a ler trechos da Bíblia, e ainda dançou de mãos dadas com o público.

A saída da carreata de Crivella estava prevista para as 11h15, em frente a um colégio particular. Entretanto, pegou de surpresa a sua própria assessoria e mudou o itinerário da agenda por conta própria. A carreata seguiu por bairros da zona oeste e da zona norte do Rio.

Com um microfone na mão, Crivella pedia votos por onde passava. "Quem vota em Bolsonaro, também vota em Crivella", repetia. Ao longo de toda a campanha, o prefeito do Rio tentou colar a sua imagem ao presidente do país. Em meio à carreata, também era possível ver homens com camisas exibindo o rosto de Jair Bolsonaro.

Você utiliza a Alexa? O UOL é o parceiro oficial da assistente de voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados das últimas pesquisas eleitorais e dos resultados do 2º turno. Para saber sobre a eleição na sua cidade com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, qual é o resultado da pesquisa eleitoral em São Paulo?", por exemplo, ou "Alexa, quem ganhou a eleição no Rio de Janeiro?". Nos encontramos lá!