PUBLICIDADE
Topo

Fortunati desiste de candidatura em Porto Alegre; PTB apoia Sebastião Melo

Desistência começou a ser discutida após o TRE-RS indeferir a candidatura de seu vice, André Cecchini (Patriota) - Divulgação
Desistência começou a ser discutida após o TRE-RS indeferir a candidatura de seu vice, André Cecchini (Patriota) Imagem: Divulgação

Lucas Rivas

Em Porto Alegre

11/11/2020 13h12

A quatro dias da eleição, o ex-prefeito de Porto Alegre José Fortunati (PTB) anunciou hoje sua retirada da disputa pela prefeitura da capital gaúcho.

A desistência começou a ser discutida ainda na última segunda-feira (9), quando o TRE-RS (Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul) indeferiu a candidatura de seu vice, André Cecchini (Patriota), por ter se filiado fora do prazo legal. Mesmo com o nome nas urnas, os votos direcionados para chapa não serão totalizados.

Sem seu candidato no pleito, o PTB decidiu selar apoio a Sebastião Melo (MDB), que estava tecnicamente empatado com Fortunati na segunda colocação - 13% e 14% das intenções de voto, respectivamente - na última pesquisa Ibope em Porto Alegre, realizada no fim de outubro.

Melo foi vice-prefeito na gestão de Fortunati (2010-2016) em Porto Alegre. Com a saída do candidato do PTB, 12 nomes disputam a prefeitura.

Em live realizada na manhã de hoje, Fortunati considerou "ilegal" a decisão do TRE por ter julgado às vésperas do pleito a candidatura do vice, sem haver tempo hábil para eventual troca na chapa.

"Não nos resta alternativa. Para não criarmos insegurança jurídica no processo eleitoral, me dói muito dizer, mas nós não vamos prosseguir nesta caminhada", disse Fortunati, indo às lágrimas.

Embora houvesse a possibilidade de recurso ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para tentar disputar as eleições sub judice, o prazo exíguo e a baixa possibilidade de reversão levaram o PTB a retirar a candidatura.

Em função da desistência, o tempo para propaganda de rádio e televisão terá que ser recalculado entre demais postulantes.

Fortunati e Melo disputavam com o prefeito Nelson Marchezan Junior (PSDB), que também aparecia com 14% na última pesquisa Ibope, uma vaga no segundo turno para possivelmente enfrentar Manuela D'Ávila (PCdoB), que lidera a preferência dos eleitores com 27%.