PUBLICIDADE
Topo

Em empate técnico, Melo e Manuela encaram calor de 30ºC por votos decisivos

O candidato Sebastião Melo (MDB) no último dia de campanha em Porto Alegre - Hygino Vasconcellos/UOL
O candidato Sebastião Melo (MDB) no último dia de campanha em Porto Alegre Imagem: Hygino Vasconcellos/UOL

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UOL, em Porto Alegre

28/11/2020 21h50

No último dia de campanha, os candidatos à prefeitura de Porto Alegre, Manuela D'Ávila (PCdoB) e Sebastião Melo (MDB), encararam um calor de mais de 30º C na busca por votos decisivos nesta reta final do segundo turno. O roteiro começou logo cedo da manhã, apesar de o debate de ontem ter se estendido até quase meia-noite. Hoje a pesquisa Ibope mostrou os candidatos em empate técnico.

Manuela começou os compromissos de campanha mais cedo em relação ao adversário, por volta das 8h10. A candidata teve um encontro com representantes do Stetpoa (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte) na região central da cidade.

Ao chegar ao local, não escondeu a reação ao ver pratos com bolachas em cima de uma mesa: "É isso que eu gosto quando eu encontro trabalhador de verdade, tem comida!". Em seguida, se reuniu com o presidente do sindicato, Sandro Abbade.

"Tentei de tudo que é jeito. Tanto que ontem eu não sei a hora que eu fui dormir, talvez às 3 horas da manhã, porque até a adrenalina baixar, né gente? O cara não vai numa luta (em referência ao debate) daquelas e chega em casa e deita e dorme. Mas fiquei feliz, eu disse: Coloca no início, antes de tudo, porque eu acho muito importante o que vocês representam para a cidade. Primeiro que o principal assunto para o povo trabalhador é qualidade do transporte coletivo. Só que ninguém mais que vocês sofre quando a qualidade é ruim. Quem está todo dia no ônibus é vocês, a gente fica 20, 30 minutos dentro", observou Manuela.

"A gente não vai deixar de ser uma cidade em que o ônibus não vai ser o principal. A gente não vai ter metrô agora, um dia, talvez, quem saiba, mas não vai ser agora", complementou a política.

28 nov. 2020 - Manuela D'Ávila em carreata no último dia de campanha - Hygino Vasconcellos/UOL - Hygino Vasconcellos/UOL
Manuela D'Ávila (PCdoB) em carreata no último dia de campanha
Imagem: Hygino Vasconcellos/UOL

Já Melo apostou, para abrir a agenda, na ida a duas feiras que vendem hortigranjeiros, carnes, derivados de leite, frios e embutidos. Por volta das 8h40, o político chegou à primeira delas, no Largo Zumbi dos Palmares, na região central da cidade. Foi recebido por apoiadores que faziam bandeiraço em dois pontos do largo e, em seguida, o candidato percorreu um dos corredores da feira rodeado por pessoas com bandeiras da campanha.

Em uma das bancas, o político ganhou um vinho e atendeu pedidos de algumas pessoas para fazer selfies — além de apertar a mão de diversas pessoas, mesmo sendo grupo de risco ao coronavírus devido à idade, já que tem 62 anos.

Antes de deixar a feira, Melo chegou a usar um alto-falante, e explicou que teria uma agenda cheia hoje, e que seguiria trabalhando até a meia-noite. "Vou estar no (bairro) Partenon, vou estar no bairro Lomba [do Pinheiro], vou subir em cima dessa caminhão, vou ir em umas 300 vilas. Importante que vocês se espalhem, ofereçam material, não aceite provocação, a campanha está com muita baixaria. A gente tem que ganhar a eleição e com categoria", observou Melo.

Cerveja na Kombi e carreata na caçamba do caminhão

Do outro lado da cidade, a adversária dele fazia porta a porta no bairro Restinga, considerada uma das regiões mais pobres da cidade. Manuela percorreu ruas sem asfalto e esburacadas. Dali ela foi em direção ao Beco do Adelar, no bairro Hípica, na região sul.

A candidata subiu em uma Kombi adaptada, acompanhada do deputado estadual Edegar Preto (PT) e do deputado federal Henrique Fontana (PT), que se revezaram ao microfone. No chão, o vereador eleito Matheus Gomes (PSOL) também engrossava o apoio. "Amanhã é o dia de mudar", disse a política ao microfone. No meio do percurso, ela ganhou uma cerveja de um apoiador.

À tarde, o candidato Sebastião Melo (MDB) seguiu o roteiro na zona norte de Porto Alegre. Participou de uma carreata de cima da caçamba de um caminhão de onde abanou para a população. Em pontos de parada, chegou a apertar a mão de apoiadores e recebeu um abraço da vereadora Monica Leal (PP). Diferente de Manuela, que tinha apoiadores caminhando ao lado do veículo em que estava, os alinhados de Melo seguiram o percurso de carro, empunhando bandeiras.

Você utiliza a Alexa? O UOL é o parceiro oficial da assistente de voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados das últimas pesquisas eleitorais e dos resultados do 2º turno. Para saber sobre a eleição na sua cidade com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, qual é o resultado da pesquisa eleitoral em São Paulo?", por exemplo, ou "Alexa, quem ganhou a eleição no Rio de Janeiro?". Nos encontramos lá!