Getty Images

Aeroportos pelo Brasil

Brasil inicia programa que vai aumentar restrição a espanhóis no país; relembre alguns casos

Do UOL, em Brasília e São Paulo

O governo brasileiro iniciará oficialmente nesta segunda-feira (2) o programa que vai aplicar o princípio da reciprocidade aos espanhóis que vierem ao país. A regra vai aumentar a restrição à entrada dos visitantes em resposta aos relatos de brasileiros que têm sido barrados na Espanha, principalmente em Madri, por não atenderem todos os pré-requisitos para entrada.

As exigências incluem passaporte válido por seis meses, bilhete aéreo de ida e volta, comprovação de recursos para estadia e hospedagem garantida –exatamente as mesmas obrigações que brasileiros têm de cumprir quando querem entrar na Espanha.

Há anos os dois países trocam acusações de maus tratos a seus turistas. Em 2007, os espanhóis barraram 3.013 brasileiros no aeroporto madrileno, segundo o Itamaraty. No ano seguinte, foram 2.196. Em 2009, houve queda para 1.714 e em 2010, para 1.695. No ano passado, 1.402 brasileiros foram rejeitados na principal porta de entrada para a Espanha. 

  • 2507
  • true
  • http://noticias.uol.com.br/enquetes/2012/04/02/voce-concorda-com-a-decisao-do-brasil-de-aumentar-a-restricao-a-espanhois.js

Em entrevista ao jornal “El País”, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, afirmou que "as situações arbitrárias" realizadas pela Espanha afetam "pessoas que têm a documentação em dia e são levadas a uma sala separada do aeroporto [de Madri] para ser investigadas pela polícia".  

"Por exemplo", afirmou, "têm de mostrar que seu cartão de crédito tem um limite, que estão de posse de um seguro-saúde, que têm reserva em hotel e que podem pagar a fatura da hospedagem", alegou. Segundo a Espanha, essas medidas são requisitos de entrada exigidos no espaço Schengen, ao qual pertence a Espanha.

Relembre alguns casos envolvendo Brasil e Espanha:

A aposentada Dionísia Rosa da Silva, 77, foi retida por três dias, em março desse ano, no aeroporto de Madri. "Fiquei sem comer, sem me alimentar, quase morri", disse. Leia mais
  O espanhol Pablo Ferreirós Bennett, natural de Alicante, chegou a São Paulo para participar de uma feira educacional em vários Estados do Brasil, no começo de março desse ano. Sob o argumento de que precisava de visto de trabalho, as autoridades brasileiras de imigração lhe negaram a entrada e o devolveram à Espanha no mesmo avião em que havia chegado. Leia mais
Mandado de volta uma hora após chegar ao Brasil em 14 de março, o arquiteto espanhol Pablo de Soto, 34, foi barrado no aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio, por não ter visto de estudante para um doutorado da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Leia mais
  Um grupo de cerca de 20 brasileiros foram barrados, em janeiro de 2009, no aeroporto de Barajas, em Madri. "Fiquei supermagoado. Fui lesado moralmente", afirmou o consultor técnico Luiz Carlos Tojo, 48, que vive em São Paulo e viajava com a irmã para visitar outra irmã que reside na cidade espanhola de Zaragoza. Leia mais
A caminho de um congresso científico em Portugal, a pós-graduanda em física pela Universidade de São Paulo Patrícia Camargo Magalhães deveria só fazer uma conexão na Espanha, em fevereiro de 2008, mas ficou três dias presa no aeroporto de Madri. Leia mais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos