Casal ferido em acidente de balão viajou à Turquia por causa da novela "Salve Jorge"

Débora Melo e Thiago Varella

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook

    Rosana Faria Santo, 58, e Wagner Ferreira Santo, 59, de São Paulo, estão entre os oito brasileiros feridos após a queda de um balão na Capadócia, na Turquia, nesta segunda-feira (20)

    Rosana Faria Santo, 58, e Wagner Ferreira Santo, 59, de São Paulo, estão entre os oito brasileiros feridos após a queda de um balão na Capadócia, na Turquia, nesta segunda-feira (20)

O casal de comerciantes de São Paulo que está entre os oito brasileiros feridos em um acidente de balão na Capadócia, na região central da Turquia, decidiu viajar depois de ver imagens do local na novela "Salve Jorge", exibida pela TV Globo até a semana passada.

Três brasileiras morreram no acidente, segundo o Itamaraty. O choque entre dois balões ocorreu por volta das 6h desta segunda-feira (20) --meia-noite em Brasília.

O filho do casal, o empresário Fabiano Faria Santo, 36, contou que os pais, o comerciante Wagner Ferreira Santo, 59, e a também comerciante Rosana Faria Santo, 58, costumam viajar uma vez por ano. "Eles viram [a Turquia] na novela, acharam bonita, e resolveram ir para lá", disse ao UOL.

Santo contou que pegaria um voo para a Turquia às 18h30 desta segunda para buscar os pais. "Parece que meu pai teve fraturas nas duas pernas e na coluna e está na UTI, mas não tenho certeza. Minha mãe machucou o quadril. Mas ninguém dá informação direito, por isso eu estou indo para lá", disse.

Aumento do turismo

A novela "Salve Jorge", de autoria de Gloria Perez, começou a ser exibida em outubro do ano passado. De acordo com Marco Ferraz, presidente da Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), o interesse dos brasileiros pela Turquia realmente cresceu com a exibição do folhetim.

"Aumentou bastante, da mesma forma como aumentou na ocasião da novela da Índia ['Caminho das Índias'] e do Marrocos ['O Clone', também escritas por Glória Perez]. Sempre que uma novela da Globo mostra um determinado país, principalmente no horário nobre, cresce a procura por aquele destino."

VÍDEO MOSTRA QUEDA DE BALÃO

Ferraz, que também é diretor da Monark Turismo, disse ainda que é comum que pacotes para a Turquia oferecidos por agências brasileiras recebam o nome de "Salve Jorge". Segundo ele, além do interesse despertado pela novela, tem crescido a curiosidade dos brasileiros por destinos exóticos.

"A Turquia e também a Jordânia, por exemplo, têm se beneficiado da perda de turistas que sofreu o Egito, por conta dos conflitos políticos", disse Ferraz. O país vive um período de turbulência desde a queda de Hosni Mubarak, em fevereiro de 2011.

Como prova da importância que a Turquia tem hoje para o turismo brasileiro, Ferraz disse que a companhia aérea Turkish Airlines passou a oferecer voos diretos para Istambul. "Antes os voos faziam conexão em Dacar [capital do Senegal]."

O Ministério do Turismo ainda não tem os dados sobre saídas de brasileiros do país em 2012, mas, em 2011, 45.698 brasileiros visitaram a Turquia. Para efeito de comparação, os Estados Unidos, destino preferido dos turistas, recebeu 1,5 milhão de brasileiros no mesmo período.

Passeio de balão

Serhat Gonlugur, 34, diretor de operações da Maya Holidays, uma agência de turismo da Turquia, disse ao UOL que o número de balões na Capadócia vem aumentando rapidamente. "Hoje temos de cem a 120 balões voando ao mesmo tempo."

Segundo o presidente da Braztoa, o passeio custa cerca de US$ 250 (R$ 500) por pessoa. Ele afirma que os balões decolam todos de uma vez devido às condições meteorológicas.

"Como os balões não têm motor e precisam do vento, os voos acontecem quando há condições meteorológicas propícias. Então todas as operadoras de balão fazem seus passeios ao mesmo tempo. Não é comum [o acidente], foi uma fatalidade", disse Ferraz.

O choque entre os dois balões ocorreu por volta das 6h (meia-noite em Brasília), na cidade de Göreme. Um dos balões, que tinha 25 pessoas a bordo, caiu de uma altura de 300 metros após ser rompido durante um choque com o cesto de outro balão. O condutor teria conseguido controlar o balão até uma altura de 50 metros do chão, quando teria caído de forma descontrolada.

Um turista norte-americano afirmou que o acidente ocorreu cerca de 45 minutos depois que mais de cem balões decolaram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos