PUBLICIDADE
Topo

Avião cai em Taiwan durante pouso de emergência; 47 morrem

Do UOL, em São Paulo

23/07/2014 10h25Atualizada em 23/07/2014 15h49

Um avião da companhia aérea TransAsia Airways caiu em Taiwan durante um pouso de emergência nesta quarta-feira (23), matando ao menos 47 pessoas.

O acidente ocorre menos de uma semana depois de o voo MH17, da Malaysia Airlines, ter sido derrubado por um míssil no leste da Ucrânia.

A Taiwan News chegou a divulgar, citando o chefe do Corpo de Bombeiros local, que 51 pessoas haviam morrido, mas a informação foi corrigida a partir de declarações do ministro de Transportes do país, Yeh Kuang-shih, que afirmou que 11 pessoas sobreviveram. 

A aeronave caiu nas ilhas Penghu, chocando-se contra duas casas. Moradores de “quatro ou cinco” prédios atingidos na queda do avião tiveram ferimentos.

O voo GE222 levava 54 passageiros e quatro tripulantes de Kaohsiung para Magong, onde foi feita uma tentativa de pouso de emergência. Dois cidadãos franceses estavam a bordo do avião, segundo informação do Ministério de Relações Exteriores de Taiwan. 

O avião, um ATR-72, deveria ter saído de Kaohsiung às 16h (horário local), mas decolou às 17h43 por causa do mau tempo na região, afetada pelo tufão Matmo. Teria sido pedido ao piloto que aguardasse até as 19h06 antes de dar a ele a autorização para o pouso.

Ilhas Penghu, em Taiwan, onde caiu o ART-72 com 58 pessoas a bordo - Arte UOL
Ilhas Penghu, em Taiwan, onde caiu o ART-72 com 58 pessoas a bordo
Imagem: Arte UOL

Uma primeira tentativa de descida falhou, e o piloto pediu para realizar uma segunda tentativa, mas em seguida a torre de controle perdeu contato com a aeronave.

Residentes do distrito de Huhsi disseram à reportagem que ouviram algo como um trovão pouco antes de escutarem um barulho de explosão no local.

O piloto e o co-piloto foram identificados na mídia local como Lee Yi-liang, 60, e Chiang Kuan-hsing, 39, mas ainda não se sabe o que teria motivado o pouso forçado.

Parente de passageiro a bordo do voo GE222 chora em aeroporto de Taiwan - Reuters
Parente de passageiro a bordo do voo GE222 chora em aeroporto de Taiwan
Imagem: Reuters

Investiga-se a possibilidade de o acidente estar ligado às intempéries provocadas pelo tufão Matmo, que havia passado por Taiwan e Penghu na manhã desta quarta-feira, com fortes ventos e chuvas.

O aeroporto de Magong foi fechado após o acidente, o que levou seis voos a mudarem de rota e retornarem ao aeroporto da capital, Taipé.

O primeiro-ministro de Taiwan,  Jiang Yi-huah, deve ir até Magong nesta quinta-feira (24).

Cerca de 200 militares foram enviados ao local onde o avião caiu para ajudar nas operações de resgate, de acordo com o Ministério de Defesa Nacional.

O aeroporto perdeu contato com o ATR-72 quando o avião estava a cerca de cem metros do chão, segundo a diretora-geral da Administração Aeronáutica Civil (CAA, em inglês), Jean Shen. A aeronave tinha 14 anos, disse ela.

Pedido de desculpas

O gerente-geral da TransAsia Airways fez um pedido formal de desculpas aos parentes das vítimas, prometendo assistência às famílias.

Chooi Yee-choong participou de uma entrevista coletiva no aeroporto internacional de Taipé e pediu “desculpas pelo infeliz incidente”. O gerente afirmou que a companhia aérea irá contribuir com a investigação do CAA sobre as causas do acidente, ainda não identificadas.

A empresa providenciou um voo fretado para levar, na manhã desta quinta-feira, os parentes dos passageiros e tripulantes até Penghu. (Com agências internacionais)

Internacional